Cuidados com os cabelos na gravidez – por Lais Cinara

Na gravidez muitas vezes nos sentimos a mulher mais linda do mundo e outras a mais feia. Isso ocorre devido a alteração hormonal durante todo o período gestacional, vale ressaltar que isso está ligado também ao nosso psicológico. Quando a gestação e as mudanças no nosso corpo são bem aceitas tudo se torna mais fácil e assim as coisas fluem com mais facilidade, e para aumentar nossa auto estima nada como ter os devidos cuidados com os cabelo na gravidez, afinal, os cabelos são a moldura do nosso rosto.

E as duas coisas que mexem muito com a mulher na gravidez são: o ganho de peso e os cabelos. Os cabelos caem muito e ficam muitas vezes mais oleosos. Isso tudo pode ser controlado de forma tranquila com profissionais da área (ginecologista, dermatologista e uma profissional de cabelos).

Eu passei por isso e digo com sinceridade, não é fácil! O ganho de peso numa gestação múltipla é mais rápido por isso passei a usar mais batas, pantalonas, vestidos e calças para gestantes. E pra falar a verdade no início me achava linda!

Mas com o aumento da barriga fui me sentindo um pato, de pato passei a me achar um pinguim e por fim um barril, e isso porque engordei 14kg. E realmente não tinha mais pra onde crescer mais minha barriga no final da gravidez. A sensação que eu tinha era que ia explodir, para a minha altura de 1,61cm.

Devido ao calor que eu sentia e meus cabelos caíram muito, resolvi cortá-los mais curtos, na altura do queixo. Minha cabeleireira quase morreu quando cheguei lá pedindo pra cortar já que eles estavam na metade das costas, lindos, e loiros.

Mas, não me arrependo nenhum pouco!!! Eles curtos me deram bem menos trabalho para secá-los, e nada melhor que sentir renovada, com a auto estima lá em cima!

Foi a melhor coisa que fiz!!!!!

Assim, então resolvi criar esse post para passar as Dicas da Profissional da área de Make & Hair Lais Cinara, que está na área há 12 anos, começou desde os 17, mãe do Bernardo de 3 anos e a espera do príncipe Benício, que nasce a qualquer momento.

Cuidados com os cabelos na gravidez
Cuidados com os cabelos na gravidez

Perguntei a ela quais os cuidados que a grávida deve ter com os cabelos?

Lais: – Hoje em dia temos muitos produtos direcionados as gestantes, o que é proibido são as químicas a base de formol, ácidos e amônia que vão direto na absorção do couro cabeludo. Mas temos tintas, pó descolorante, hidratação que são liberados.

De quanto em quanto tempo é importante cortar os cabelos?

Lais: – Indicamos cortar as pontas. Fazer uma manutenção de corte de 3 em 3 meses para que fique sempre com aspecto saudável.

O que a grávida deve fazer em caso de quedas excessiva dos cabelos?

Lais: – Alimentação é muito importante na prevenção da queda do cabelos, existem vários diagnósticos diferentes pra saber o real motivo das quedas dos cabelos. Temos uma média considerada normal na queda diária dos fios, mas se tiver ocorrendo em excesso é bom procurar um profissional da área da saúde primeiramente, pois tanto pode ser um descontrole hormonal como um problema no couro cabeludo. Vitaminas A, C, D, Ferro e Zinco auxiliam na prevenção da queda, fortalece e ajuda no crescimento dos cabelos.

E aquelas gravidinhas que vão oficializar a união, qual a dica que você dá principalmente para aquelas que incham na gravidez?

Tudo depende do horário da cerimônia. Mulheres grávidas são lindas independente dos inchaços, ganhos de peso… Mesmo muitas vezes não achando isso… rsrs… Mas acho que um bom penteado e maquiagem, levanta a auto estima de qualquer mulher.

Qual o maior erro cometido durante a gestação nos cuidados com os cabelos?

Lais: – O maior erro é parar de cuidar dos fios na gestação por achar que não se pode fazer nada.

Muitos médicos liberam vários tipos de cuidados com os fios após os 3 meses de gestação, então hoje em dia não existe mais desculpa para as gravidinhas em parar de se cuidar, sei que ficamos mais cansadas mas a auto estima da mulher vale em qualquer situação.

Aproveitando sua experiência como maquiadora, qual a dica que você dá pra quem não tem muito tempo para se maquiar?

Lais: – Passar um blush rapidinho com um rímel, passar um gloss ou batom nos lábios já dar um ar saudável para o dia a dia e não requer tempo. É muito pratico e a grávida já estará linda! A gravidez já deixa a mulher com um semblante lindo, irradiante.

Quero agradecer imensamente essa querida mamãe por ter me dado essa entrevista e desejar uma boa hora, cheia de bênçãos e amor!!! E que ela volte aqui pra nos contar tudo sobre seu parto e podermos postar fotinhas do príncipe Benício!!!!

E pra finalizar a minha dica é:

Ande com uma pequena necessarie, nela as “make’s” que você usa, se está com pressa sem tempo, pode se maquiar dentro do carro enquanto seu esposo dirige, ou enquanto ele se arruma… A minha nunca faltam: pó, corretivo, lápis, rímel, blush e um batom cor de boca que vai com tudo e qualquer horário!

Se ame, se valorize, se sinta bem, independente do que os outros vão achar!

Espero que tenham gostado das dicas, e qualquer dúvida e troca de experiência deixe aqui seu recadinho!!!

Quem quiser conhecer o trabalho da Lais Cinara é só entrar lá no seu instagram @laishairmake

Um super beijo das mamães das “tri”e da mamãe dos príncipes 🙂 😉 =) *) ,)

Nascimento dos primeiros dentinhos

Hoje vou falar sobre o nascimento dos primeiros dentinhos das minhas “tri”. O que foi bem tenso!

Já estávamos esperando que seria um tanto difícil esse momento, pois a pediatra havia nos alertado, mas eu não imaginava que seria tão difícil como foi!

Ordem dentes nascendo

No meu caso foi efeito cascata, uma por vez! Agora vcs imaginem o quanto foi estressante.

Primeiro foi a Gabi que nasceram um debaixo e outro de cima, de uma só vez, uns dois dias depois já foram surgindo os outros dois, o outro debaixo e o outro ao lado de cima.

Nascimento dos dentinhos
Os primeiros dentinhos da Gabi

 

Um mês depois começaram a nascer dois dentes debaixo da Manu e dois dias após os dois debaixo da Rafa.

Os primeiros dentinhos da Manu
Os primeiros dentinhos da Manu

 

Os primeiros dentinhos da Rafinha
Os primeiros dentinhos da Rafinha

 

Pra nasceram esses lindos dentinhos todas sofreram um bocadinho 🙁 🙁 🙁

Como superei os sintomas do nascimento dos dentes:

  1. Diarréias: procuro dar alimentos que prendam mais  o intestino, como banana e goiaba.
  2. Coceira intensa na gengiva: dou mordedores e bonequinhos de borracha, o que ajuda a coçar. Além de passar o Nenê Dent 3 vezes ao dia, sempre antes das refeições.
  3. Irritação: não pude dar Camomilina pra Gabi porque soltou mais ainda o intestino dela na primeira vez que dei, só a Rafinha e a Manu pude dar. Então com a Gabi, procuramos brincar muito com ela, deixá-la bem entretida e dar bastante água (natural + um pouco de água gelada) o que ajuda a aliviar as dores na gengiva. Outra coisa é dar pedaços de maçã gelada para comer com a mãozinha, nunca deixe seu bebê sozinho, tem que ficar de olho enquanto estiver comendo.
  4. Sono alterado: no jantar procuro dar menos carne e tirei os alimentos que poderiam perturbar a digestão, e como sobremesa a banana é um grande aliado para o sono. Aqui em casa também tem rotina do sono o que ajuda bastante!
  5. Falta de apetite: dou com maior frequência os alimentos que elas adoram, como: abóbora, sopinha de legumes com macarrão Fio de Anjo e mingau de Aveia a noite (bem consistente na colher). Tento agradar um pouco mais o paladar para fazer com que todas comam bem!
  6. Algumas mamães falavam muito sobre o colar de âmbar, tradicional e natural, usado faz séculos na Europa, apreciado pelas suas propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, cicatrizantes, apesar de não ter nada comprovado cientificamente resolvi comprar também entrando na onda levada pela minha cunhada que também comprou para o nosso pequeno Heitor.

Acreditem se quiser, mas foi muuuuuiiiiitoooo bom!!!

Apesar da Manuela e Rafaela não ficarem direto com os seus nos pescoços, a Gabriela já fica 24h com o dela. Ela era a maior das minhas minhas preocupações, já que foi a que mais me deu trabalho com relação a irritação e sono alterado. E pra nossa felicidade as nossas pitchuquinhas estão lindas já com seus dentinhos, cheias de alegrias e dormindo muito bem!

Como diz aquela famosa passagem bíblica: “Após a tempestade vem a calmaria”. Assim acredito que agora as coisas estão se acalmando. A pediatra nos tranquilizou que após o nascimento dos primeiros dentinhos os bebês vão se acostumando com as dores e essas também ficam menos intensas. O que é maravilhoso! Eu também sofria em vê-las chorosas pelos cantos!!!

Talvez você esteja se perguntando quanto tempo demorou essa tempestade?!

E aí vai a resposta: DOIS LONGOS e INTENSOS MESES!

Agora termino meu post dizendo a seguinte frase:

Nada como um dia após o outro! Obrigada Deus pela oportunidade de viver as tempestades e aprender com elas, pra cada vez mais ver e sentir o sol entrar pela minha janela.

Espero que eu tenha ajudado você!

Beijossss da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Cinta no Pós Parto

Pode ou não usar cinta pós parto? Mais uma vez vou dar dicas para as gravidinhas, já que sei o quanto surgem dúvidas durante e pós a gravidez. E essa foi uma das minhas dúvidas!!!

Pois bem, alguns médicos são contra e outros a favor. Eu comprei e ganhei uma que amei!!!

Eu engordei 14 kg na minha gravidez trigemelar, e acreditem eu tenho 1,61cm, minha barriga ficou gigante, não tinha mais pra onde crescer. Antes de engravidar eu pesava 54.600kg e 3 dias após fui me pesar e já havia perdido 10kg no parto.

Na semana seguinte perdi mais 4kg, e 4 semanas após o parto fui me pesar e para  a minha surpresa eu estava pesando 49kg.

O que me levou a emagrecer tão rápido foram:

  • Dieta que tive que fazer zero lactose, devido as minhas bebês estarem com suspeita de alergia a lactose (durante dez dias). Graças a Deus, não foi!
  • Amamentação.
  • Alimentação com muitos vegetais e frutas desde a gravidez.
  • Ingestão de muita água desde a gravidez.
  • Zero frituras. Tudo feito em fritadeira elétrica.
  • Nada de doces na semana.
  • Cinta Pós Parto

Como já falei em outro post, a alimentação na gravidez saudável não só é importante para a grávida como para a formação do bebê. Assim, no pós parto fica mais fácil de perder peso e lógico já terá uma rotina de alimentação saudável, equilibrada.

Outro fator super importante que inclusive me ajudou com relação as dores que sentia pós parto, foi a cinta, eu usei fielmente 4 meses, depois passei a usar somente quando dormia.

Comecei a fazer uso da cinta 5 dias após a cirurgia.

Veja abaixo quais foram os tipos de cinta que usei:

Cinta calcinha
Eu usei no inicio essa calcinha além dela, por cima usava a cinta com velcro.

 

Cinta com Fechos
Essa cinta no início usei a tamanho M que peguei emprestada, quando consegui reduzir mais as medidas, passei a usar a cinta P.

 

Cinta com Velcro
Essa cinta usei por mais tempo, pois com velcro eu ia adequando a largura na minha cintura, já que fui perdendo medidas rapidamente e para dormir era super tranquilo com essa.

 

Só usar cintas acredito que não vai ajudar, como falei acima a amamentação além de ser SUPER IMPORTANTE para o seu bebê a mamãe perde peso.

A alimentação da mamãe além de ajudá-la a ter uma vida saudável, irá beneficiar seu bebê.

Espero que tenha ajudado!

Qualquer dúvida, conte comigo!!!

Um beijo 🙂

Dicas para diminuir o enjoo na gravidez

Eu tive muito enjoo na gravidez. E muitas pessoas sempre me perguntam o que eu fiz para amenizá-los. Mulheres que têm altos níveis do hormônio gonadotropina coriônicas (hcg) são mais propensas a ter enjôos, como as mulheres grávidas de múltiplos.

Mas ainda não existe relação consistente entre algum nível de hCG e enjoo, pois duas mulheres com o mesmo nível de hCG podem apresentar sintomas diferentes. Coisas da natureza. Outros fatores podem contribuir para o aumento do enjoo, como estresse, fadiga, maior produção de ácido estomacal o hormônio do hcg deixa o estômago mais preguiçoso.

A fase dos enjôos varia de mulher para mulher, mas em geral ocorre entre o final do segundo mês (semana 8) e o final do quinto mês lunar (semana 20). Também não é regra é uma estatística. Parei de ter enjoo depois do 4o mês de gestação.

No inicio meus enjôos eram até tranquilos, mas foram piorando, com o passar dos dias e aí foi quando comecei a buscar outras formas de aliviá-los já que os remédios não funcionavam mais!

Enjoo na gravidez

Então, aí vão as minhas dicas que usei e me ajudaram a amenizar meus enjôos:

  • Tomava muita água com gelo, tinha que está extremamente gelada, nunca em jejum.
  • Carregava biscoitos de água e sal sempre, e biscoitos de chocolates que ajudam a elevar a taxa de açúcar no sangue.
  • Comia pouco, assim não enchia muito o estômago e não dificultar ainda mais a digestão.
  • Comia de 3 em 3 horas.
  • Ingeria muita fruta, procurava comer uma por período.
  • Ingeri mais frango, ovos, esses que não afetavam meu paladar que estava extremamente exigente, já que havia enjoado de carne nesse período, mas que é EXTREMAMENTE IMPORTANTE A INGESTÃO DE CARNE NA GRAVIDEZ.
  • Sempre evitei frituras, sempre fiz uso de uma Fritadeira Elétrica (não usa óleo). Deixa os alimentos sequinhos e deliciosos!
  • Mastigava um chiclete, assim que acabava o açúcar jogava fora (preferia os mais indicados pelos dentistas).
  • Antes de escovar os dentes comia uma bolacha primeiro para depois escovar os dentes.
  • Fiz uso de uma pasta de dentes sem sabor recomendada pela minha dentista.
  • Procurei evitar fragrâncias exageradas.
  • Comidas com pouco temperos.
  • Alimentos leves, muitos legumes.
  • Roupas leves, frescas.

Querida mamãe, espero que minhas dicas ajudem a você, como me ajudou também a ter um dia mais tranquilo, pois sei o quanto é perturbador o enjoo e as ânsias de vômitos.

Beijos e ótima gestação!!! 🙂 🙂 😉

Alimentos que podem causar alergias

Resolvi criar esse post, porque realmente vi a necessidade em alertar as mamães sobre esse assunto, já que por muito tempo vi uma das minhas filhas ter várias diarreias com assaduras terríveis e brotoejas. Dava muita dó!

Eu não sabia de fato o que ocasionava as diarreias, já que o leite não era, pois as diarreias eram bem esporádicas. Damos o mesmo leite há muito tempo.

Comecei a dar alimentos com muita cautela e verificando cada evacuação. Sempre apresento um novo alimento por vez, já que elas só tem 1 ano e 2 meses.

Aí me lembrei que todas as diarreias nos últimos tempos eu havia dado manga pra elas.

Daí também lembrei-me que havia comido couve flor. Nossa que dúvida!

Fui ler na internet sobre alimentos que podem causar alergias. E aí vi que a couve flor está na lista dos menos alergênicos e a manga nos MAIS.

Nossa, dei tanto tempo manga pra ela!!!!

Nunca pude imaginar que manga poderia causar alergia, já que nunca ouvi falar de ninguém, nem pediatras e nem mães que manga poderia causar alergia!

Então, pra tirar a prova, essa semana fiz o teste.

Coitadinha dela, mas tive que tirar a prova!

Dei manga num dia que não havia nenhum outro alimento que poderia causar alergias e que de costume sempre se alimentou.

Resumo: DIARRÉIA daquelas!!!!

A manga entrou pra listra negra da Gabi aqui em casa.

Diversos alimentos podem provocar algum tipo de reação alérgica, onde as reações mais comuns são: urticária, inchaço nas pálpebras e lábios, coceira nos olhos, dores de estômago, diarréia, vômitos, tosse e até mesmo dificuldade de respirar.

Frutas que podem dar alergias

Vejam os alimentos alergênicos, os que mais nos expõem ao serem consumidos são: soja (não pode ser consumida com menos de um ano de idade), ovo (bebês abaixo de um ano somente consumir a gema), peixe, alguns cereais e o leite bovino (só pode ser consumido acima de um ano), e o trigo.

Os muito alergênicos estão algumas frutas (abacaxi, banana, coco, laranja, maçã, manga, morango e pêssego), vegetais como alho, cebola, ervilha, lentilha e tomate, alguns cereais e oleaginosas (aveia, amendoim, avelã, castanha do Pará e nozes). Proteínas de origem animal estão também nesta categoria como o camarão, carne de porco, moluscos, ovos e peixes. Açúcares como cana de açúcar, seus derivados e o chocolate tem grande potencial alergênico. E para finalizar este grupo estão a canela e os corantes sintéticos.

Os frequentemente desenvolvem alergias: abacate, framboesa, melão, pêssego, abricó, acelga, alface, agrião, aipo, berinjela, couve, cebolinha, cenoura, pepino, pimentão, pinhão, amêndoas, arroz, batata doce, batata inglesa, castanha de caju, centeio, cevada, gergelim, milho, trigo, carne bovina, feijão, grão de bico, soja, óleo de algodão, de linhaça e de girassol, azeitona, cravo, mostarda e noz moscada.

Os alimentos que são raramente alergênicos estão as frutas como: ameixa, amora, banana cozida, caqui, figo, fruta do conde, guaraná, goiaba, jabuticaba, limão, maçã cozida, mamão, melancia, pêra e tâmara.

Com menor teor alergênico, a abóbora, alcachofra, aspargo, chicória, chuchu, couve flor, espinafre, palmito, quiabo, rabanete, repolho e salsão cozido. Cereais e tubérculos tipo beterraba, cará, sagu e proteína animal como carne de carneiro, carne de coelho, frango e peru também estão neste time, junto com os óleos de oliva e milho.

Os alimentos classificados como não alergênicos são a carambola, damasco, jaca, maracujá, pitanga, romã, tamarindo, abobrinha, alcaparra, almeirão, brócolis, cenoura cozida, gengibre, tapioca, azeite de dendê, anis, coentro, louro, manjericão, salsa, gelatina e açúcar refinado.

Se caso vc perceba alguma alteração no seu bebê fique em alerta e procure o pediatra.

Espero que tenha ajudado!!!

Um super beijo!!!

Brinquedos de 0 a 6 meses

Muitas mamães me perguntam quais os brinquedos que minhas bebês gostavam de brincar no período de 0 a 6 meses, pois não sabem quais os para poder comprar para os seus bebês.

Então, aí vão algumas dicas do que foi sucesso aqui em casa e que vocês vão aproveitar por muito tempo!

– Mobilis de berço (compramos antes das meninas nasceram, usaram até os 8 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses
– Tapete pedagógico (ganhamos quando elas tinham 4 meses, usam até hoje):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Cadeira de bebê musical (compramos quando elas tinham 2 meses e usamos até hoje):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Potinhos e cubinhos (ganharam desde que nasceram e passaram a brincar mais depois dos 6 meses e adoram):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Livrinho musical (ganharam desde que nasceram e passaram a brincar mais depois dos 4 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses
– Livrinhos de banho (compramos com 4 meses e brincaram muito até os 10 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Martela Leãozinho da Fisher Price (ganharam com 6 meses e brincam até hoje, adoram!):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Turma da Mônica de borracha tamanho pequeno, além de brincarem com eles inclusive no banho, usam também como mordedores, tem desde que nasceram e amam.

– Chocalhos / mordedores: de sapinho, elefantes, macacos, vacas, caranguejo, pezinho, peixinhos…

– Brinquedos que tenha botões e com músicas.

– pelúcias que não soltam pêlo, antialérgicas.

– Brinquedinhos que possam prender no carrinho do bebê.

Esses são os brinquedos que as tri brincaram e ou brincam até hoje. Agora estão com 1 ano e 2 meses. Logo postarei os brinquedos dos 6 meses a 13 meses.

Espero que tenha ajudado!!! Se você tiver alguma dúvida pode me enviar um e-mail 🙂 andrea@trigemeasdandrea.com.br

Vamos adorar participar do seu momento!

Beijokassss 🙂 😉 😉

Minha filha me consolou…

Na véspera do dia das mães eu acordei um tanto triste… O dia anterior não tinha sido fácil com a Manuela (gemelar II) vinha se alimentando mal. E isso me deixa arrasada já que ela tem uma anemia séria.

Todo dia entre as 5 as 8h, dou as mamadeiras das minhas bebês. Então peguei a Manuela para mamar. Quando comecei a dar a mamadeira comecei a fazer uma retrospectiva do Dia das Mães do ano anterior o qual as minhas bebês haviam nascido.

Eu estava no quarto do hospital com a Gabi que acabara de receber alta da UTIN. As idênticas, Manu e Rafa continuavam na UTIN, já que ainda requeriam cuidados importantes sobre a saúde.

A tarde fui visitá-las e deixar leite. Ainda estavam ingerindo leite através da sonda, mas para a minha surpresa foi liberado neste dia, DIA DAS MÃES, todas as mamães oferecerem a mama para os bebês… Gente que momento lindo… Uma grande surpresa!!!

Todas mamães que ali estavam puderam viver a felicidade de sentir seu bebê se alimentando do seu leite, não pela sonda, não por uma mamadeira, mas por um gesto infinito de amor…

A amamentação não é tão somente o ato de oferecer o leite materno, mas sobretudo, a entrega, o cuidado, o zelo, o amor, o toque, o afago, olho no olho, e isso vivi com minha filha Manuela, no Dia das Mães na UTIN em 2015. Foi realmente um grande presente que Papai do Céu e os médicos nos preparam…

Naquele dia eu não poderia receber melhor presente a não ser ter em meus braços um das minhas bebes mamando tão lindamente, mesmo que com dificuldades, mesmo sem ainda a habilidade de sucção, já que nascera prematura.

As lembranças eram tantas que não consegui segurar a minha emoção, e assim voltei para o momento que eu ali estava dando a mamadeira, e chorei, chorei, sim chorei muito no colo da minha filha… E assim, quando a coloquei em meus ombros senti seus bracinhos mais apertados me envolvendo, me cobrindo de amor… Me senti protegida, olhe que ironia do destino… Protegida pela minha filha…

Minha filha Manuela

Com aquele sorrisinho mais lindo do mundo, me olhou como se quisesse me dizer: – mamãe estou aqui, não chore…

Seus cachinhos que estão cada dia maiores, encostando no meu rosto, senti seu cheirinho e naquele momento, pensei, meu Deus, aqui estou com o meu anjo… Seu anjo… Manuela, enviada por ti.

E aí me dei conta do quanto sou abençoada, E que tudo passou!!!!

nu1

Eu poderia estar ali consolando a minha filha, mas o contrário, ela me consolou!!!

Assim, pude ver que tudo passa e as melhores lembranças são as que ficam! Ficam pra nos mostrar o quanto somos fortes, e podemos ir além!

Agradeci imensamente os meus Presentes de Dia das Mães, Presentes pra Vida Toda.

Só hoje consegui escrever esse post, já que a emoção não me deixava formar o texto e tão pouco terminar…

Quando penso que Sou Mãe, não acredito que Deus me deu tamanha missão, já que ser Mãe é uma Dádiva Divina. Obrigada Senhor por confiar em mim!

Fertilização In Vitro – A Minha História

Hoje vou contar a minha história. Algumas pessoas já vinham me perguntando como engravidei, muitas sabiam da minha dificuldade em engravidar. Mas, não sabem de fato sobre o meu tratamento.

Mas a verdade é que nunca me senti totalmente confortável em falar sobre o assunto com algumas pessoas, já que passei por preconceitos em torno da  FIV, e outras diziam que isso era coisa da minha cabeça era eu só relaxar que eu iria engravidar. Mas não foi bem por aí!!!!!

Meu sonho sempre foi ser mãe, independente se fosse casada ou não, nunca vi problemas em produção independente, já que sempre tive uma cabeça muito aberta em torno desse assunto.

Quando eu soube que eu teria complicações para engravidar eu era muito jovem… No auge da vida, nem me preocupei, já que eu sempre pensei em ter filhos depois dos 30.

Aos 32 anos o desejo foi aumentando cada vez mais…

Passamos um bom tempo tentando… Deixei de fazer uso do método contraceptivo, fiz tabelinha, baixei programinhas no celular para controle de ovulação e naaadaaaa.

Como eu estava numa fase de crescimento profissional, decidimos dar um tempo nos nossos planos.

Como muita gente me falava: – Quando você menos esperar ficará grávida.

Assim, eu confiava! Deixei as coisas rolarem…

Por várias vezes chorei no banheiro ao ter a confirmação do resultado negativo!

Chegou uma hora que eu já não aguentava mais contar só com a sorte já que a minha esperança estava abalada.

Decidimos procurar minha ginecologista e começar a fazer os exames necessários para o diagnóstico da causa da minha infertilidade.

E o resultado foi INFERTILIDADE POR CAUSA DESCONHECIDA.

Pior é nunca saber de fato o que causa a infertilidade, a incerteza é algo devastador!

E aí começou uma crise existencial… Eu questionei muitas vezes pra Deus, o porquê.

Quando via crianças na rua jogadas, passando fome, em situações difíceis, me doía muito, e aí vinha aquela pergunta: – Porque eu não posso engravidar????

Porque Deus, permite isso????

E porque eu não sei o meu motivo?

A história é longa, portanto, irei resumir…

Mas, saibam que eu sou prova viva de que Deus ouve todas as nossas indagações, sim, tenha certeza absoluta disso!

A seguinte frase carrego comigo:

O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. “

Por alguns momentos me senti menos mulher do que todas as mulheres, minha auto estima foi no chão.

Então, foi aí que demos início ao meu Tratamento para Engravidar.

Comecei pelo Uso do Indutor (Coito Programado), o qual fiz 3 tentativas todas frustradas e pior, meu folículo ao invés de crescer diminuía.

A cada tentativa uma expectativa… E mais uma frustração.

Já que meu folículo não estava respondendo a quantidade de hormônios ingeridas através do Indutor, meu médico especialista em Reprodução Humana me orientou a fazer a Fertilização In Vitro, o que aumentaria a minha chance em engravidar em 30 a 40%.

A inseminação no meu caso talvez não seria a mais indicada, por isso fomos logo para a fertilização in vitro.

Tive que refazer alguns exames e outros mais, e assim fui diagnosticada com Hipotiroidismo. Nesse momento tive que dar uma pausa no meu tratamento e dei início a reposição hormonal. Caso eu não conseguisse equilibrar a minha taxa hormonal colocaria em risco a possível gestação.

Essa pausa foi feita num período de 4 meses.

Logo após, fiz novos exames e tudo ok!

Então voltamos com muita esperança ao Tratamento, assim dando início a Fertilização In Vitro. Tudo foi indo muito bem, assim marcamos a nossa retirada dos folículos.

Após 5 dias fomos voltamos a clínica para a transferência dos embriões.

De acordo com as recomendações médicas, fiquei 2 dias de repouso pós implantação.

Tratamento para Engravidar

Aguardei 12 dias para fazer o Beta-Hcg e o RESULTADO FOI POSITIVO! 

Fertilização In Vitro

Fizemos o ultrassom 4 dias após o resultado do Beta e para a nossa surpresa existiam dois sacos gestacionais!!!!!!

Quer detalhes sobre a descoberta da Gestação Trigemelar??? Aguarde!!!!! Logo irei postá-la com todos os detalhes!!!!!!!