Introdução Alimentar das Trigêmeas

Olá mamãe!!!

Hoje vou falar sobre uma grande dificuldade que eu tive e que a maioria das mamães passam ou já passaram com os seus bebês, a Introdução dos Alimentos Sólidos.

Cada uma das minhas bebês reagiram de forma diferente a esse momento que pra nós foi bem complicado por ser tratarem de 3 bebês com gostos e personalidades diferentes.

A introdução alimentar foi feita aos 6 meses, primeiramente com a fruta, assim as meninas não chocariam tanto com a mudança de acordo com a orientação dada pela nossa pediatra especialista em bebês prematuros.

NUNCA FIZ COZIMENTO DAS FRUTAS, elas incialmente eram dadas raspadas e ou amassadas, assim aproveitamos 100% todo os nutrientes e vitaminas, além disso todas conhecerem bem o sabor de cada fruta, e aí constátavamos suas preferências. No início o bebê poderá estranhar, cuspir, demonstrar alguma rejeição, o é bem normal.

Aí entra o papel da mãe ou a pessoa que alimenta o bebê, de insistir aos pouquinhos e apresentar cada fruta com muita paciência.

Imagina que seu bebê até o momento só fazia a sucção e ingestão do leitinho morno ou temperatura do corpo da mãe (o que é um pouco quentinho), a papa exige maior trabalho do bebê que deverá mastigar com a gengiva, e a textura pode incomodar ao toque da língua.

As frutas indicadas pela pediatra inicialmente foram as com menor propensão a reações alérgicas:

  • Banana prata
  • Mamão
  • Manga
  • Laranja Lima
  • Maçã
  • Pêra
  • Ameixa

A mesma também nos recomendou logo após algumas semanas a inserir a Aveia em flocos e em farelos para ajudar na regularização intestinal principalmente no caso da Manuela e Rafaela que tem intestino preso.

O mais importante também é que nós sempre levamos a recomendação médica para NUNCA FAZER MUDANÇA ALIMENTAR NO PERÍnoit NOITE.

Apesar de muita resistência por parte da Rafaela com algumas frutas, aceitação no geral foi bem positiva, lógico que ao longo do processo descobrimos suas preferências e a alergia da Gabi com a manga. No post Alimentos que podem causar alergias eu conto sobre a descoberta da alergia e cito quais alimentos podem causar alergias em algum momento no bebê.

Como oferecíamos:

  • A banana prata é mais indicada pelos pediatras para os bebês, ela eu dava amassada, depois passei a colocar o suco da laranja lima que era sucesso. A aveia também era acrescentada  a banana, tanto em farelos como em flocos. Com o passar do tempo passamos a dar dois tipos de frutas amassadas, sendo banana com abacate ou mamão, e qdo os dentinhos foram aparecendo oferecíamos em pedaços. De um tempo pra cá passamos a dar meia banana para comerem sozinhas com as próprias mãos sob nossa supervisão.
  • O mamão dava em menor quantidade para a Gabriela que sempre teve o intestino bem solto. E esse foi sucesso com a Manu e Rafa no início que comiam muuuitoooo amassado e tomavam muita vitamina dele. Chegou um momento que enjoaram do mamão e assim o suspendi por um longo período para conseguir voltar a oferecer. Inicialmente era o Papaya, recomendado pela pediatra e o mais rico em fibras, e depois passamos a dar o formosa, mas definitivamente os dois deixaram de serem os mais queridinhos da minha dupla.
  • Manga era amassada ou triturada, nunca suco e nem cozida. Um grande sucesso, pena que a Gabi inicialmente não pôde comer tanto, mas hoje come tudo.
  • A laranja lima foi a única fruta que me vi obrigada a fazer suco e que elas inicialmente não gostaram muito de chupar os pedacinhos, o suco foi sendo aceito aos poucos mas sempre peneirad, tiveram rejeição aos gominhos, e hoje o suco é um grande sucesso, por isso continuamos dando sendo a laranja lima e não a laranja pêra! Aos poucos essa querida foi usada como uma acompanhante de outras frutas amassadas para auxiliar na regularização do intestino e além é claro de ser rica em vitamina C.
  • A maçã dávamos inicialmente raspada, e tentamos diversos tipos, e descobri que a preferida era a Fugi. A maçã é rica em fibras, possui propriedades reguladoras do intestino, só aconselho a quando der maçã para o seu bebê fique atenta que logo ele sentirá fome, por ser um regulador.
  • Pêra elas amam! O maior problema é conseguir achar uma que amadureça bem docinha e suculenta, pelo menos na minha cidade é bem difícil. Aqui eu acho elas bem amassadas, com manchas pretas, ou ainda verdes e quando “parecem estar maduras” por dentro estão duras e sem gosto, mesmo as compradas em feiras orgânicas. Mas eu nunca desisti e nunca deixei de comprar os diversos tipos. Eu as aproveito e faço vitamina de frutas.
  • A ameixa além da fresca comprava a seca sem caroço e ainda compro para fazer vitamina de frutas com banana ou mamão e leite e as vezes acrescento a aveia para a Manu e Rafa nos dias que estão com prisão de vente. A ameixa fresca dava amassada depois em pedaços e sempre comeram com a casca.

Os horários que fizemos a introdução das frutas:

  • Entre 9 as 10h da manhã, dependia do horário que tomavam a primeira mamadeira que era em torno das 6 as 7h. Duas semanas depois da introdução da fruta passamos a introduzir a salgada.
  • No primeiro mês dávamos a fruta uma hora após o almoço. Nunca junto ao almoço. Nesse início é bem comum os bebês terem preferência pela fruta, e se você der logo após a papa salgada, ele poderá a ter entendimento disso e deixar de comer a salgada para aguardar a papa de fruta, que pode passar a ser a preferida por ser doce. Portanto, é importante que nós mães nos atente pra isso!

Duas horas após a fruta da tarde, dávamos a vitamina de frutas. Sempre procurávamos fazer a vitamina com as frutas que elas não haviam comido pela manhã e a tarde. Esse intervalo na verdade era mais com base no almoço, já que as minhas bebês ingeriam FÓRMULA (leite artificial) na vitamina e o CERTO é dar no MÍNIMO DUAS HORAS APÓS O ALMOÇO OU JANTAR PARA QUE NÃO SEJA ANULADO O FERRO DO ALIMENTO.

Algumas mães conseguem dar a papa de fruta e não dar leite a tarde, outras dão somente o leite puro após a papa de frutas. Eu tive que fazer assim por causa da Manuela que não gostava de leite. Tentamos 6 tipos de leite e ela tinha uma resistência enorme, mas também chorava de fome se desse somente a papa de frutas. A solução que encontrei foi dar vitamina de frutas no meio da tarde para todas! Pois aqui na nossa casa sobre alimentação e brinquedos, se for dar pra uma tem que dar pra todas!!!

Um mês após a introdução da fruta, as opções começaram a aumentar também.

  • Abacate entrou na lista
  • Melancia
  • Uva
  • Goiaba
  • Melão
  • Pêssego
  • Banana maçã (para a Gabi nos dias de intestino muito solto)

O sucesso ficou por conta do abacate que dávamos amassado com aveia, ou amassado com banana prata. Haviam me ensinado a dar com laranja lima espremida, mas como o abacate já solta o intestino da Gabi, eu não dei dessa forma.

Os pêssegos mais gostosos consegui comprar no natal, já que é o auge da sua safra, além é claro das ameixas que também achamos com muita facilidade e mais docinhas. NUNCA EM CALDA!

O melão foi a alegria da casa! Elas amaram por ser bem docinho, e no início dávamos também amassado. Sobre suco, a orientação da pediatra era evitar os sucos no primeiro ano, e sim dar a fruta. Aqui é água sempre!

A criança tem que comer a fruta, aproveitar tudo que ela pode oferecer pra ela! Se lambuzar, sentir seu sabor, e se puder comer a casca, que coma também! Assim fui criada e assim estou criando minhas filhas, comendo tudo que for saudável e natural!

Quando apresentei a uva, a única que gostou foi a Manu, e achei ótimo pois ela tem prisão de ventre, e ajudou muiiiitoooo a soltar seu intestino, se deixasse ela comia uma caixa (rsrsrsrs) mas lógico que eu não seria louca de fazer isso.

Gabi, sempre gostou de tudo também, mas o problema é seu intestino que funciona que é uma beleza, e produz muita acidez. Eu levei um tempo para entender e acertar a medida de tudo com ela, pois nenhum bebê vem com o manual. E na minha situação entender cada uma delas é um processo doloroso, mas que participei ativamente e adequei a alimentação a realidade de cada uma.

Rafaela sempre foi mais chatinha com as texturas, e ainda mais os cítricos, até comia e come alguns alimentos, mas o processo inicial é lento, requer paciência. E pra falar a verdade em tudo temos que ter muita paciência com ela. Devido a sua prematuridade, nasceu com 1 kg e 100 gramas e num momento na UTIN chegou a pesar 900 gramas por infecções intestinais, devido a prematuridade.

Ela poderá ter um pouco mais de dificuldade até seus 3 anos para alinhar sua idade cronológica (a idade que nasceu) com a corrigida (a que deveria ter nascido). o que não é uma regra.

Na introdução das frutas foi mais tranquilo, pois buscávamos dar mais aquilo que agradava ao paladar de cada uma, assim evitar que o processo fosse traumático, com a inserção das papas iria haver uma redução significativa do leite.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno exclusivo até a criança ter 6 meses. Depois dessa idade, o leite materno não contém mais, sozinho, todos os nutrientes de que o bebê precisa, especialmente o ferro, por isso outros alimentos passam a ser necessários para complementar a dieta.

Mesmo que seu filho só tome fórmula (leite artificial), e não leite materno, os especialistas recomendam esperar até os 6 meses para dar outros alimentos.

Um dos motivos é que o sistema digestivo ainda não está preparado para digerir outras comidas, e outro é que o organismo da criança estará mais forte para combater eventuais infecções ou alergias decorrentes da alimentação variada.

O que todas nós mãe devemos saber é que devemos insistir para introduzir o alimento, da melhor forma, seja cantando pra ele, seja fazendo aviãozinho etc.

Abaixo uma tabela sobre os alimentos seus nutrientes e benefícios:

Veja os Benefícios dos Alimentos e suas Cores
Veja os Benefícios dos Alimentos e suas Cores

Aqui uma tabela dos alimentos que introduzi na alimentação das tri exceto o arroz integral, milho, feijão branco e fígado.

Os Primeiros Alimentos da Introdução Alimentar
Os Primeiros Alimentos da Introdução Alimentar

O ovo só pode ser dada a gema e sendo 1/4 (um quarto da gema = dividir a gema em quatro partes e somente dar uma parte dessa). Após o oitavo mês a nossa pediatra liberou a clara até para saber se as meninas tinham alguma alergia por precaução de vacinas que são a base de ovo.

Quando fizemos a introdução da papinha de sal, foi complicado! A Manuela e Rafaela cuspiam tudo!!! Em conversa com algumas mães de trigêmeos elas me deram a dica de bater no liquidificador, pois MESMO NÃO SENDO A MELHOR FORMA ERA O INÍCIO E UM MEIO! Assim o fiz, bati e servi na primeira semana batida. Elas comeram tuuuudooooo!!!! Às vezes repetiam!!!! Conversei com a pediatra sobre as dificuldades que estávamos tendo e ela me tranquilizou me dizendo: – Mãezinha, tenho certeza que você faz o seu melhor pra elas, e essa forma não é a indicada, mas não deixe elas com fome, a comida é muito importante pra elas agora, portanto, ouça seu coração. Sabe… Saí de lá mais segura e confiante que estava no caminho certo, e acredito que muitas mães sempre se questionam se estão fazendo certo, se da outra forma seria melhor, etc…

Na segunda semana comecei a bater só metade da papinha a outra metade amassada com garfo. Tivemos um pouco de resistência, mas deu certo!!!! E após um mês de muitas cuspidas, choros, berros, etc, as trigêmeas já estavam comendo tudo amassadinho, e muitas vezes repetindo!!!! Com uns 2 meses de papas amassadas passamos para a sopinha com os pedacinhos.

Num momento que passei bem difícil quando meu esposo teve que viajar, tive que recorrer a TV, simplesmente elas não queriam comer, choravam de fome, e estavam enjoadas do leite, elas sentiam sua falta e assim o dia era terrível! Não comiam, dormiam mal a noite e o leite as vezes tomavam tudo as vezes não. Foi a pior fase, entre os 10 a 11 meses e pra piorar os dentinhos da Gabi estavam pra nascer. Foram 9 dias de muito stress, cansaço, uma loucura!

Assim recorremos a TV e aos vídeos do YouTube, Show da Luna, Palavra Cantada e MPBaby, almoço com Cantigas na hora do almoço e jantar, assim elas ficavam animadas e comiam. Não é, e nunca foi a melhor forma! Mas entre minhas filhas NÃO COMEREM e  COMEREM, OPTO por COMEREM!

Muuuuuitassss pessoas me julgam por isso, mas pra te falar a verdade NÃO estou nem um pouco preocupada! Não sabem o que é cuidar de trigêmeos, nunca tiveram uma noite sem dormir e ter que está no outro dia cheia de energia para cuidar de 3 bebês, pessoas que ainda falam que QUANDO A NUTRICIONISTA VER ISSOO… A minha resposta é: CUIDE DA SUA VIDA! A última coisa que me preocupava naquele momento era o julgamento de quem quer que fosse, sendo de amigos, parentes, ou de nutricionistas. Eu tenho pessoas maravilhosas ao meu lado que sempre me ajudaram e deram força e participaram desse processo árduo e que me apoiaram e uma delas foi nossa pediatra que nunca me deixou pra baixo e nem se quer me apontou dedos, muuiiitooo pelo contrário ela sempre foi enfática em dizer que eu sou uma excelente mãe, presente e esforçada para dar o meu melhor.

Criar filhos não é brincar de bonecas, e 3 de uma só vez é uma tarefa de superação diária!!! Eu não julgo para não ser julgada, mas diversas mães gostam de fazer isso a todo tempo o que me causa uma grande repulsa!

Então valem duas frases que levo comigo!

Faça o seu melhor para os seus filhos, dentro da sua realidade! O que os outros falam ou pensam não importa, o que importa são pessoas que realmente podem te passar um conhecimento baseado em comprovações científicas e experiências são trocadas e não impostas!

Cuide da sua vida, cuide da sua casa, cuide da sua família! Olhar para a vida dos outros só faz a gente esquecer da nossa e assim ela se torna vazia e sem graça #ficaadica

Logo farei um post sobre as papinhas salgadas com as minhas receitinhas pensando sempre no equilíbrio dos legumes, vegetais e carboidratos!

Espero que eu tenha ajudado de alguma forma! E conte comigo!!!!

Um grande abraço da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Controle Diário de Atividades para Múltiplos

Me perguntam como eu sabia quem havia mamado, evacuado, ou tomado remédio nos primeiros meses de vida das bebês, como são três, poderíamos nos confundir… Pensando sobre isso ainda na gravidez pesquisei em vários blogs de mães de gêmeos e trigêmeos pude ver que cada uma fazia seu controle.

Assim criei a nossa própria planilha com as informações relevantes para o nosso controle principalmente em caso como medicamentos com base nas dicas das outras mães.

Veja então a primeira planilha que criei que foi usada até o sexto mês das meninas. Mandei encadernar e deixava em local de fácil acesso para que anotassem todas as informações:

Primeiro Caderno de Atividades Diárias
Capa

 

Clique abaixo para baixar a primeira planilha:

Controle Diário de Atividades de Trigêmeos (1)

Primeiro Caderno de Atividades Diárias
Primeiro Caderno de Atividades Diárias

 

O Segundo caderno eu fiz a planilha já com a introdução alimentar. Essa fiz uso até os 13 meses.  A partir disso não víamos necessidade de continuar fazendo o controle! 😉

Clique abaixo para baixar a segunda planilha:

Controle Diário de Alimentação e Atividades Trigêmeos (2)

Segundo Caderno de Atividades Diárias
Segundo Caderno de Atividades Diárias

 

Essas planilhas também podem ser adaptadas para gêmeos adequando de acordo com seus bebês e suas necessidades.

Qualquer dúvida estou por aqui!

Um beijo da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Voltando a Malhar

Recentemente fiz um post dando 14 dicas para relaxar, dicas do que eu comecei a fazer para não sofrer de tanto stress que no último ano vinha sofrendo. Lá eu falo sobre a minha dificuldade em praticar um exercício físico, por não gostar, apesar de algum tempo atrás eu ter frequentado algumas academias. Pois é, agora voltei aqui para contar pra voces que isso mudou!!!!! Eu estou malhando firme e forte!!!!!!

Apesar de tudo que vinha fazendo para diminuir o stress eu havia me lançado o desafio de voltar a malhar, e nada seria desculpa já que temos uma academia de graça onde moramos!

Então no dia 19 de setembro, eu e meu esposo voltamos a malhar juntos. Na primeira semana é adaptação, comecei com uma série mais tranquila para que meu corpo não sentisse tanto eu não desanimasse logo de cara pelas dores no corpo já que as tenho normalmente por conta da minha rotina.

Aos poucos fomos aumentando a carga para que essa fosse superior as do peso das minhas meninas para eu ter maior resistência quanto a carregá-las e o stress fosse cada vez menor do dia a dia.

E resultado: EU ESTOU AMANDO!!!! Não consigo ficar sem malhar, o RESULTADO ESTÁ SENDO INCRÍVEL! Tanto para o meu corpo, sobre cansaço, o peso das meninas não me deixa exausta como antes, as dores são bem menores e a minha resistência foi lá nas alturas. Diminuiu a minha ansiedade e hoje mesmo com algumas noites mal dormidas consigo ter um dia produtivo e lóoogico tem diminuído significativamente a flacidez do meu corpo.

No início minha imunidade caiu bastante, nada que um composto polivitamínico não resolva e Ômega 3. Além é claro de me alimentar muito bem ingerindo alimentos mais saudáveis e ricos e vitaminas, sais minerais, ferro e beber muuuiiiitaaa água.

Por enquanto meu esposo me auxilia a montar a minha série. Estamos vendo um profissional da área para nos acompanhar e prestar consultoria e assim obtermos resultados significativos.

Então, quer uma motivação para malhar ou praticar algum exercício seja ele qual for???

A resposta é: VOCÊ!!!!

Você em primeiro lugar em tudo! Se cuide, se ame, se valorize, se sinta feliz, animada, realizada, é assim que toda mulher sendo mãe ou não, deve se sentir! Se não nos amarmos quem irá????

Então, se for por falta de incentivo, lembre–se que você não está sozinha e vá em busca de se fazer feliz e se sentir bem! Eu precisava de uma motivação para ter foco e um deles foi a minha saúde que não andava nada bem… Portanto, se precisa de motivo para agir, pense que ninguém fará por você, somente você mesma será e fará o seu melhor!

Beijos da mamãe das tri 🙂 🙂 😉 E espero notícias de voces!!!!

Entrevista no Podcast 9 meses depois

Geenteeee,

Hoje saiu nossa entrevista no site 9mesesdepois.com, estou muito feliz e também emocionada em compartilhar de forma mais real e íntegra a história da descoberta da minha Gestação Trigemelar.

O Podcast 9 meses depois é um lugar seguro para discutir a maternagem, compartilhar histórias e relatar as mudanças pelas quais as mamães e papais passam quando decidem se tornar pais.

Produzido e editado por Jaciara Morgado, casada, mãe de uma menina de 3 anos e grávida do segundo filho, ela se surpreendeu como a maternidade pode transformar vidas, mudar objetivos pessoais e redefinir relações.

Fique a vontade para ouvir pelo SoundCloud e pelo ITunes a nossa entrevista e mergulhar nesse site e conhecer outros relatos tão emocionante quanto o nosso!!!

Beijosss da tri mamãe! Espero que gostem!!! 🙂 🙂 😉

14 Dicas para Relaxar

Hoje vou falar sobre um assunto muito importante! Você!!! Você mãe, esposa, amiga, confidente. E quero que esse post te faça pensar e repensar sobre o que tem feito pra relaxar e se sentir VIVA.

Durante UM ANO me dediquei totalmente a ficar somente com nossas filhas. Poucas vezes saí sozinha ou somente com meu esposo. Essas poucas vezes foram para casamentos de amigos, e mesmo assim eu não consegui ir em todos, devido a dificuldade de deixar as 3 em casa com outras pessoas pra cuidarem a noite toda.

Hoje mais do que nunca prezo por alguns momentos sozinha ou só com meu esposo. Sendo eles vendo filme no quarto comendo besteiras, ou ir tomar café na padaria da esquina.

O importante é fazer algo que goste, pra relaxar, sair da mesmice, e da rotina do dia a dia de casa, filhos, enfim…

Pra eu colocar como PRIORIDADE o MEU MOMENTO cheguei ao ponto de desmaiar com um lado do meu corpo paralisado devido a minha mania de fazer mil coisas ao mesmo tempo, alta cobrança em mim e nos outros e o cansaço do dia a dia da rotina intensa de mãe de 3 bebês.

Eu, uma pessoa extremamente controladora e exigente tinha que ter tudo muito organizado e controlável até eu pifar. E foi nesse momento que me fez desacelerar e pensar como ficariam minhas filhas sem mim!!!!! Ai que horror!!!! 🙁

A mudança teve que acontecer e muito internamente. Assim aceitar que ninguém é perfeito, e eu não sou a Mãe Perfeita. Imprevistos acontecem, problemas vão existir, e nós devemos aceitar ajuda SIM e SEMPRE!

A profissão mãe é um tanto injusta, já que nossa carga horária é de 24h, sem direito a folgas semanais, férias e salários. Mas podemos nos permitir momentos de descanso, é aí onde quero chegar!

Podemos mudar esse quadro e tentar aliviar essa sobrecarga, principalmente quando falamos de mães de múltiplos, já que até para descansar temos que ir eliminando os bebês da nave mãe para seus bercinhos, e se um bebê não dorme… Aiiii meu Deuuuusss… Aí já viu!

Aqui listei algumas atividades que podemos fazer para que possamos nos sentir bem e VIVA, como Mãe e Esposa, as quais procuro fazer pelo menos uma vez por semana UMA ou ALGUMAS delas:

  1. Cinema de segunda a quarta feira as sessões são mais baratas. Raramente vamos, porque eu gosto mais de ver filme em casa. Mas quando se trata de um lançamento que queremos muuuitooo ver, aí é lóooogicooo que tentamos assistir.
  2. Alguns Shopping’s tem promoção de estacionamento no início da semana, portanto, vale a pena marcar algo do tipo ir numa livraria, cinema, visitar lojas, fazer um lanche. O importante é se distrair um pouco, ver pessoas diferentes, mesmo que esse Shopping seja ao lado da sua casa como é o meu caso.
  3. Existem diversos tipos de feiras. Feira do livro, de artesanatos, de produtos orgânicos. Eu adoooorooo a de artesanatos que tem na minha cidade. Inclusive me inspira a fazer algo novo para as meninas.
  4. Ir ao salão de beleza é uma ótima tática para levantar a auto estima, além de relaxar. Toda mulher gosta de ser bem tratada, e eu mesma amooo. Duas coisas que me fazem relaxar: mãos de fadas lavando meus cabelos e fazer as unhas. Ajuda muuuitoooo a relaxar.
  5. Se gosta de café, sucos, chás, visite uma padaria, cafeteria ou confeitaria no final do dia. Mas vá para sentar na mesa, aproveitar o momento para descansar! É um lugar agradável onde pode comer algo que goste sem ter que fazer. E o melhor, pode ainda escolher desde um light a aquelas gordices (bolos e tortas maaaravilhosas) que uma vez na semana não vão te fazer mal! 🙂
  6. Visite uma amiga, ou marque com ela uma visita em sua casa. Converse sobre momentos que viveram juntas. Dê risadas, viajar no tempo te fará lembrar de coisas boas. Relembrar é viver!
  7. Pode até parecer loucura, mas eu adoooroooo ir ao mercado comprar coisas que gosto de comer!!! rsrsrs… Eu não gosto de ir por obrigação, tipo compras do mês. A sensação de “comprar” aquilo que me dá prazer, que eu gosto, não tem preço, na verdade TEM e TEM QUE TER CUIDADO para não exagerar. De preferência vá SEM fome.
  8. Ler um livro ou fazer pesquisas em torno de assuntos que gosta de se informar, deitada na sua cama por pelo menos 20 minutos também te fará relaxar e esquecer um pouco o turbilhão de coisas que tem pra fazer.
  9. Tomar um banho de 15 minutos pelo menos. Sentindo a água cair no corpo, fazer esfoliação na pele, lavar os cabelos com calma… Sem lembrar que o mundo existe lá fora, é EXCEPCIONAL para a ALMA. Sabe a sensação sair de alma lavada?!
  10. Ouvir música nos faz viajar, relaxar… Ouça músicas que gosta. Cante, dance, se solte. Movimentar o corpo e deixar a música entrar, é um remédio para a mente. Já ouviu falar no seguinte ditado: “Quem canta seus males espanta” ? Então, sou super adepta a essa frase! E aqui todas dançamos!!! Eu e as tri… Ah e o papai também 🙂 🙂 😉
  11. Sabe aquele dia que tem que ir ao médico, ou dentista, ou fazer uma visita a um parente? Se arrume. Faça uma maquiagem que te faça se sentir linda, ou coloque uma roupa que adora usar! Pense que esse dia é um dia MUITO ESPECIAL! Não se arrume pra ninguém, é sobre você que estamos falando, então se ame no espelho. Não se sinta culpada por deixar seu bebê por 10 minutos com alguém ou vendo TV para conseguir se arrumar.
  12. Gosta de algum esporte? Caminhada? Dança? Pilates? Bom, eu não faço nada disso regularmente!!! Aí você me pergunta, mas como você me diz pra fazer isso? Porque é comprovado que qualquer esporte é super importante para a saúde física e mental. Mas de uma coisa eu te digo, eu caminho muuuiiiitoooo o dia todo dentro de casa! E sempre que posso faço tudo sem carro. Adoro andar no final da tarde pra ver o pôr do sol.
  13. Almoçar, fazer um lanche ou jantar fora com o seu esposo sozinhos, pelo menos uma vez por mês, é MUUUIIIITOOO IMPORTANTE. Ele também precisa de você e você desse momento de troca, de amor e carinho.
  14. Ver filme deitadinha com o esposo comendo alguma porcaria é D+++++++, ou não… Quando falo porcaria, pode ser desde uma pizza a uma salada Fazer tudo SEM EXAGEROS. Vivendo cada minuto intensamente. Sejam apenas 15 minutos ou uma tarde, uma noite, enfim…

Essas são algumas dicas que dou para que você possa desestressar zero gasto ou gasto baixo, e que apliquei desde o piripaque que tive e além é claro do medo de ter algo mais sério.

Não é sempre que temos condições de fazer passeios caros, e pra piorar sempre pensamos que aquele dinheiro que estamos gastando poderíamos estar comprando algo para nossos filhos.

Então, é importante você pensar que se não estiver bem, não terá condições de ser a mãe que gostaria de ser para seu filho.

Uma mãe feliz faz uma família feliz! Pense nisso!!!

Espero que eu tenha te ajudado!!!

Um enorme abraço e um super beijo da mamãe das tri 😉 :):)

Nascimento dos primeiros dentinhos

Hoje vou falar sobre o nascimento dos primeiros dentinhos das minhas “tri”. O que foi bem tenso!

Já estávamos esperando que seria um tanto difícil esse momento, pois a pediatra havia nos alertado, mas eu não imaginava que seria tão difícil como foi!

Ordem dentes nascendo

No meu caso foi efeito cascata, uma por vez! Agora vcs imaginem o quanto foi estressante.

Primeiro foi a Gabi que nasceram um debaixo e outro de cima, de uma só vez, uns dois dias depois já foram surgindo os outros dois, o outro debaixo e o outro ao lado de cima.

Nascimento dos dentinhos
Os primeiros dentinhos da Gabi

 

Um mês depois começaram a nascer dois dentes debaixo da Manu e dois dias após os dois debaixo da Rafa.

Os primeiros dentinhos da Manu
Os primeiros dentinhos da Manu

 

Os primeiros dentinhos da Rafinha
Os primeiros dentinhos da Rafinha

 

Pra nasceram esses lindos dentinhos todas sofreram um bocadinho 🙁 🙁 🙁

Como superei os sintomas do nascimento dos dentes:

  1. Diarréias: procuro dar alimentos que prendam mais  o intestino, como banana e goiaba.
  2. Coceira intensa na gengiva: dou mordedores e bonequinhos de borracha, o que ajuda a coçar. Além de passar o Nenê Dent 3 vezes ao dia, sempre antes das refeições.
  3. Irritação: não pude dar Camomilina pra Gabi porque soltou mais ainda o intestino dela na primeira vez que dei, só a Rafinha e a Manu pude dar. Então com a Gabi, procuramos brincar muito com ela, deixá-la bem entretida e dar bastante água (natural + um pouco de água gelada) o que ajuda a aliviar as dores na gengiva. Outra coisa é dar pedaços de maçã gelada para comer com a mãozinha, nunca deixe seu bebê sozinho, tem que ficar de olho enquanto estiver comendo.
  4. Sono alterado: no jantar procuro dar menos carne e tirei os alimentos que poderiam perturbar a digestão, e como sobremesa a banana é um grande aliado para o sono. Aqui em casa também tem rotina do sono o que ajuda bastante!
  5. Falta de apetite: dou com maior frequência os alimentos que elas adoram, como: abóbora, sopinha de legumes com macarrão Fio de Anjo e mingau de Aveia a noite (bem consistente na colher). Tento agradar um pouco mais o paladar para fazer com que todas comam bem!
  6. Algumas mamães falavam muito sobre o colar de âmbar, tradicional e natural, usado faz séculos na Europa, apreciado pelas suas propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, cicatrizantes, apesar de não ter nada comprovado cientificamente resolvi comprar também entrando na onda levada pela minha cunhada que também comprou para o nosso pequeno Heitor.

Acreditem se quiser, mas foi muuuuuiiiiitoooo bom!!!

Apesar da Manuela e Rafaela não ficarem direto com os seus nos pescoços, a Gabriela já fica 24h com o dela. Ela era a maior das minhas minhas preocupações, já que foi a que mais me deu trabalho com relação a irritação e sono alterado. E pra nossa felicidade as nossas pitchuquinhas estão lindas já com seus dentinhos, cheias de alegrias e dormindo muito bem!

Como diz aquela famosa passagem bíblica: “Após a tempestade vem a calmaria”. Assim acredito que agora as coisas estão se acalmando. A pediatra nos tranquilizou que após o nascimento dos primeiros dentinhos os bebês vão se acostumando com as dores e essas também ficam menos intensas. O que é maravilhoso! Eu também sofria em vê-las chorosas pelos cantos!!!

Talvez você esteja se perguntando quanto tempo demorou essa tempestade?!

E aí vai a resposta: DOIS LONGOS e INTENSOS MESES!

Agora termino meu post dizendo a seguinte frase:

Nada como um dia após o outro! Obrigada Deus pela oportunidade de viver as tempestades e aprender com elas, pra cada vez mais ver e sentir o sol entrar pela minha janela.

Espero que eu tenha ajudado você!

Beijossss da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Brinquedos de 0 a 6 meses

Muitas mamães me perguntam quais os brinquedos que minhas bebês gostavam de brincar no período de 0 a 6 meses, pois não sabem quais os para poder comprar para os seus bebês.

Então, aí vão algumas dicas do que foi sucesso aqui em casa e que vocês vão aproveitar por muito tempo!

– Mobilis de berço (compramos antes das meninas nasceram, usaram até os 8 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses
– Tapete pedagógico (ganhamos quando elas tinham 4 meses, usam até hoje):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Cadeira de bebê musical (compramos quando elas tinham 2 meses e usamos até hoje):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Potinhos e cubinhos (ganharam desde que nasceram e passaram a brincar mais depois dos 6 meses e adoram):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Livrinho musical (ganharam desde que nasceram e passaram a brincar mais depois dos 4 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses
– Livrinhos de banho (compramos com 4 meses e brincaram muito até os 10 meses):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Martela Leãozinho da Fisher Price (ganharam com 6 meses e brincam até hoje, adoram!):

Brinquedos de 0 a 6 meses

– Turma da Mônica de borracha tamanho pequeno, além de brincarem com eles inclusive no banho, usam também como mordedores, tem desde que nasceram e amam.

– Chocalhos / mordedores: de sapinho, elefantes, macacos, vacas, caranguejo, pezinho, peixinhos…

– Brinquedos que tenha botões e com músicas.

– pelúcias que não soltam pêlo, antialérgicas.

– Brinquedinhos que possam prender no carrinho do bebê.

Esses são os brinquedos que as tri brincaram e ou brincam até hoje. Agora estão com 1 ano e 2 meses. Logo postarei os brinquedos dos 6 meses a 13 meses.

Espero que tenha ajudado!!! Se você tiver alguma dúvida pode me enviar um e-mail 🙂 andrea@trigemeasdandrea.com.br

Vamos adorar participar do seu momento!

Beijokassss 🙂 😉 😉

Minha filha me consolou…

Na véspera do dia das mães eu acordei um tanto triste… O dia anterior não tinha sido fácil com a Manuela (gemelar II) vinha se alimentando mal. E isso me deixa arrasada já que ela tem uma anemia séria.

Todo dia entre as 5 as 8h, dou as mamadeiras das minhas bebês. Então peguei a Manuela para mamar. Quando comecei a dar a mamadeira comecei a fazer uma retrospectiva do Dia das Mães do ano anterior o qual as minhas bebês haviam nascido.

Eu estava no quarto do hospital com a Gabi que acabara de receber alta da UTIN. As idênticas, Manu e Rafa continuavam na UTIN, já que ainda requeriam cuidados importantes sobre a saúde.

A tarde fui visitá-las e deixar leite. Ainda estavam ingerindo leite através da sonda, mas para a minha surpresa foi liberado neste dia, DIA DAS MÃES, todas as mamães oferecerem a mama para os bebês… Gente que momento lindo… Uma grande surpresa!!!

Todas mamães que ali estavam puderam viver a felicidade de sentir seu bebê se alimentando do seu leite, não pela sonda, não por uma mamadeira, mas por um gesto infinito de amor…

A amamentação não é tão somente o ato de oferecer o leite materno, mas sobretudo, a entrega, o cuidado, o zelo, o amor, o toque, o afago, olho no olho, e isso vivi com minha filha Manuela, no Dia das Mães na UTIN em 2015. Foi realmente um grande presente que Papai do Céu e os médicos nos preparam…

Naquele dia eu não poderia receber melhor presente a não ser ter em meus braços um das minhas bebes mamando tão lindamente, mesmo que com dificuldades, mesmo sem ainda a habilidade de sucção, já que nascera prematura.

As lembranças eram tantas que não consegui segurar a minha emoção, e assim voltei para o momento que eu ali estava dando a mamadeira, e chorei, chorei, sim chorei muito no colo da minha filha… E assim, quando a coloquei em meus ombros senti seus bracinhos mais apertados me envolvendo, me cobrindo de amor… Me senti protegida, olhe que ironia do destino… Protegida pela minha filha…

Minha filha Manuela

Com aquele sorrisinho mais lindo do mundo, me olhou como se quisesse me dizer: – mamãe estou aqui, não chore…

Seus cachinhos que estão cada dia maiores, encostando no meu rosto, senti seu cheirinho e naquele momento, pensei, meu Deus, aqui estou com o meu anjo… Seu anjo… Manuela, enviada por ti.

E aí me dei conta do quanto sou abençoada, E que tudo passou!!!!

nu1

Eu poderia estar ali consolando a minha filha, mas o contrário, ela me consolou!!!

Assim, pude ver que tudo passa e as melhores lembranças são as que ficam! Ficam pra nos mostrar o quanto somos fortes, e podemos ir além!

Agradeci imensamente os meus Presentes de Dia das Mães, Presentes pra Vida Toda.

Só hoje consegui escrever esse post, já que a emoção não me deixava formar o texto e tão pouco terminar…

Quando penso que Sou Mãe, não acredito que Deus me deu tamanha missão, já que ser Mãe é uma Dádiva Divina. Obrigada Senhor por confiar em mim!