Utensílios e Produtos de Higiene para Bebês

Continuando a falar do Enxoval de Múltiplos, neste post, vou apresentar os Utensílios e produtos de Higiene que fiz uso com minhas bebês. Usei por várias vezes nelas que jamais tiveram qualquer tipo de alergias e reações.

São itens importantíssimos para o enxoval dos seus bebês!

  • Vamos começar pelas fraldas, as que uso são Pamper’s e Turma da Mônica, prefiro usar a Pamper’s a noite que deixam todas bem sequinhas e não tenho nenhuma preocupação com qualquer eventualidade;
  • Pomadas para assaduras, prefiro não fazer nenhuma indicação já que vai de pele pra pele;
  • Termômetro, eu uso muito o digital comprado nos Estados Unidos.
  • Sabonete líquidos ou barra, adooooroooo os da Natura, Granado, Turma da Mônica, Johnsons. Exatamente nessa ordem! Os sabonetes em barra costumam durar mais!!!
  • Após 5 meses comecei a usar talco e perfume: Talco da Granado somente uso nos pés no máximo nas coxas nas dobrinhas, para evitar as assaduras nesses locais e o chulezinho no pé;
  • Perfume comecei a passar nas tri a partir dos 5 meses que comecei e assim mesmo na roupa, e o que mais uso é o da Natura, eu adoro!
  • Hidratante de pele, já comecei a usar logo, o da Johnson’s para Recém Nascido. A época em que nasceram estava muito seco e a pele estava bem esticadinha até devido também ao sabonete, já que o glicerinado costuma a ressecar;
  • Shampoo Granado, Turma da Mônica e Johnson’s, esse eu usei a partir do quarto mês;
  • Algodão em rolo, rende mais e é mais econômico. Pica e coloca num potinho. No meu caso uso dois potinhos de vidro;
  • Garrafa térmica, uso a água morna tanto para fazer as mamadeiras quanto para limpar o bumbum das bebês. Uso da marca Alladin, que mantém a água quentinha por horas;
  • Uma bolsa ou lancheira térmica é muito útil, eu tenho uma da Puket que eu uso muito;
  • Lencinhos umedecidos adoro os da Pampers, Huggies e Jonhson’s;
  • Porta fraldas;
  • Lixeirinha;
  • Porta cotonetes;
  • Cotonetes;
  • Tesourinha para cortar unhas, uso a da Chicco. Excelente! Também pode ser um cortador;
  • Saboneteira;
  • Banheira com pezinho;
  • Frasqueira;
  • Kit de costura;
  • Pente;
  • Escova.

Então, é isso… Pra finalizar sempre que forem comprar façam pesquisas na internet, sempre acho muita coisa com preço mais acessível e entrega pontal, nos seguintes sites:

www.extra.com.br

www.wallmart.com.br

www.lojasamericanas.com.br

www.elo7.com.br

www.tricae.com.br

Comprei nesses sites, o que tornou a minha vida mais fácil e mais econômica! Espero que eu tenha te ajudado com a lista de utensílios e higiene para os bebês 🙂

Ótimas compras!!!! Beijossss da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Lista completa de Enxoval para bebês

Quando comecei a fazer o enxoval das minhas bebês, tive muitas dificuldades, já que são 3 bebês, e ainda nasceriam prematuras. Fazer enxoval para Múltiplos além de ficarmos perdidas pela quantidade, não sabemos de fato o que realmente nossos bebês irão usar. E já que o gasto é muito maior, temos que comprar com cautela e com maior margem de acerto 😉

Visitei vários sites e assim fazê-lo com segurança, mas a verdade foi que em nenhum encontrei informações ricas em detalhes os quais existiam muitas dúvidas e acabei tendo que fazer compras de última hora com minhas bebês já nascidas na UTIN.

O pior que todos que me davam dicas, sempre desencontravam as informações, cada pessoa falava uma coisa que não era pra comprar pois eu não iria usar, enquanto que outras falavam que era útil!

Um certo dia eu conversando com uma amiga ela teve a idéia de ligar para a tia dela que era avó de uma bebê prematura, e ela sabia ao certo todos os detalhes já que convivia muito com os pais e a bebê.

E olha, foi uma das melhores idéias!!!!

A dica foi:

Compre roupa de prematuro ou RN, pois eles nascem bem pequenos, e quando saem da UTIN perdem peso! Ficando assim menor do que já são!

Gente, foi de contra a tudo que ouvi, olha que conversei até com pessoas que se dizem entendidas do assunto!

Mas, a verdade é que elas USARAM MUITAS ROUPAS RN!

Cheguei sim a comprar roupinhas de prematuro, mas foram poucas, afinal uma das minhas bebês que nasceu com 1.600 kg, com 12 dias foi para o quarto no hospital, e chegou a ficar com 1.500 kg, perdeu em média 100gr em torno de 3 dias, o que era muito normal, já que dentro da barriga da mamãe eles não tem que fazer nenhum tipo de esforço para mamar, quando os bebês prematuros passam a mamar principalmente no peito, gastam muita energia, assim fazendo com que nossos pequenos percam calorias, outra coisa que faz perder também é o choro, sim, o choro! Eles não choram na barriga da mamãe, mas aqui fora, eles tem diversos motivos para chorar, fome, luz, calor, frio, cólicas.

Os médicos me deixaram tranquila de que seria normal isso ocorrer dentre 3 dias, passado isso, teríamos que ficar atentos caso não voltasse a ganhar peso!

Então, vamos lá… E já vou avisando que a lista é grande no caso de Múltiplos!!!!!!!! Então, voltando ao enxoval… 

Acabei indo comprar roupinhas de prematuro quando a Gabi estava conosco no quarto, já que na época em que nasceram as bebês, a noite é fria (inverno) e a roupa muito larga não aquece o bebê.

Então vamos lá, segue em detalhe como fiz o enxoval das minhas bebês:

  • Importante levar em consideração a época do ano e o peso do bebê quando nasce, portanto o conselho que dou: COMPRE ROUPAS RN SIM, NO CASO DO PREMATURO! MESMO QUE MUITA GENTE LHE FALE PARA NÃO COMPRAR. E mesmo que essas sejam poucas. As roupas RN eu usei até os 3 meses sendo as da Carter’s, de outras marcas depende da modelagem. Tudo depende muito de modelagem, mas vou levar em consideração a modelagem da Carter’s que é muito usada pelas mamães aqui no Brasil e no mundo. Minhas bebês são prematuras de 32 semanas e 6 dias, mesmo a última a sair ter ficado 51 dias na UTIN, o tamanho e peso ainda eram de Recém Nascido.
  • Muito importante, não compre sapatinhos e ou tênis até o tamanho 16, porque os bebês quase nunca param com sapatinhos no pé, exceto aqueles de lã, tecidos, etc… Os de couro eles tiram com a maior facilidade, sendo que mãe de múltiplos tem tanto trabalho, mas tanto trabalho, para se organizar, arrumar os bebês e sair de casa, que é bom evitar o estresse. Apesar de todo estresse mãe gosta dessas firulas, então se for comprar, compre apenas um.
  • Você pode substituir os sapatos por meias sapatilhas da Puket, que são lindas e vestem super bem! Ricas em apliques, detalhes que deixam o look dos bebês mais fofos ainda!!!! Tem todo tipo de modelo e cor, assim você pode comprar um cor de cada, no máximo duas, no caso de uma estar suja. Usei muito branca, rosa, amarela, vermelha e azul. Compre tamanhos de 0 a 4 e 5 a 8 inicialmente.
  • As meias básicas que geralmente usamos pra dormir, em lugares frios ou que esfriam a noite e pela manhã que é o caso de Brasília, as bebês usam muuuuiiiitooooooo!!!!!! Portanto, é legal ter no mínimo 4 pares, por bebê. Tem muita variedade de cor e modelinhos, pois tem com bichinhos, apliques, etc… Meias atoalhadas e ou de plush, somente comprar se realmente for muito frio onde mora, porque essas esquentam muito! Assim seu bebê ficará irritado com calor!!! Compre tamanhos de 0 a 4 e 5 a 8 inicialmente.
  • Sobre vestido (no caso meninas), eu usei bem pouco até por volta dos 4 meses, já que nossas saídas se resumiam em pediatra e casa dos avós. En†ão, vale a pena ter uns 3 por bebê. Perde muito rápido e geralmente são caros. Compre tamanho P inicialmente.
  • É interessante ter meias calças tamanho RN para bebês de 0 a 3 meses, para usar tanto os vestidos como saias e short’. Muitas vezes saímos de casa o clima está de uma forma e logo depois o tempo vira, e o clima é completamente diferente.
  • Outra coisa que comprei e valeu muito a pena, pois usaram bastante, foram shorts e blusas. Quando o clima está quente, e vamos passear na casa da vovó ou tomar banho de sol, colocamos uma roupinha fresca e que deixe nossos pequenos mais fofos ainda, então eu adorava colocar um short e uma bata, ou uma blusa pólo. E ainda faço isso! A marca TIP TOP, tem um sistema de ajuste no cós, que a cada engordadinha do seu bebê, você tem uma opção no elástico na parte interna do cós de tanto aumentar como diminuir! Olha só que bacana!!! Todos tamanhos P inicialmente.
  • Calças: Leggins, culotes, corsários… Usa muito!!! Principalmente que muitas vezes ocorrem acidentes, do tipo: fralda vazar xixi, na hora que estiver trocando bebê fazer xixi, gofo, vômitos, etc… Multiplique por 5 para cada bebê, levando em consideração o seguinte, uma calça pra cada dia até serem lavadas as roupas, que acredito que irá lavar pelo menos 2 vezes na semana! Deve comprar algumas RN e outras P.
  • Body de manga curta é a mesma coisa!!!! Irá usar muitoooooo é um dos itens que não pode faltar no Enxoval de Múltiplos. Então compre um pra cada dia da semana levando em consideração que acidentes acontecem, o bebê provavelmente irá tomar dois banhos por dia e a quantidade de bebês. Tamanhos RN, P e alguns M.
  • Body de manga longa, comprar somente se sua cidade fizer pelo menos um vento frio, caso não, então compre uns 3 só para eventualidades. Tamanhos RN, P e alguns M.
  • Os macacões, usei pouco, principalmente os de plush, porque esquentam muuuuuiiiitoooo, e são pouco práticos para as trocas da madrugada! Ficar abrindo os botõezinhos e fechando com os bebês algumas vezes chorando, é complicado! Eu aconselho a comprar uns 2 só pra ter e fazer uma firula, afinal os bebês ficam lindinhos de macacões!!!! Tamanhos P e M.
  • Outra coisa que me falaram que era besteira comprar foi casaco. Nossa acho que quem falou não tem menor noção de NADA! Pois, pra quem mora em lugar quente e que as vezes esfria de repente é o salva vidas!!!! É só colocar com a peça que já estava usando. Além de aquecer o bebê fica muuuuiiiitoooo charmosinho!!!!!!!! Eu tenho muito apego aos casaquinhos que minhas bebês usaram!!!!!!!! Compre uns 2, pra cada bebê. Os que eu comprei foram de linha, e malha, bem basiquinho. Tamanhos P e M.
  • Só compre calcinhas pra usar com os vestidos que você comprar. Alguns já até vem com as calcinhas. Isso é uma grande besteira ter muitas! É ter o que for necessário para combinar com os vestidos e umas duas brancas a mais, no caso de algum acidente. Tamanhos P e M. (indicação para enxoval meninas).
  • Compre pouco lacinho e ou faixas de cabelos, geralmente as pessoas dão muito lacinhos, faixas e sapatinhos! Ganhei muitos!!! E muitas mamães haviam me dito pra não comprar coisas desse tipo porque as pessoas sempre dão. (indicação para enxoval meninas).
  • Luvinhas e touquinhas também é bom comprar um pouquinho, gorrinho só uns 3, se for tri deve comprar pelo menos 6. E as luvinhas deve comprar o triplo, pois usa muito, já que protege o rostinho de possíveis arranhões.
  • Cueiros, irá usar muito, então compre 3 x a quantidade de filhos que irão nascer, isso no mínimo!
  • Fraldas de boca, são mega úteis e até hoje eu uso! Então compre pelo menos 5 por bebê.
  • Fraldas de tecido grandes também irá usar bastante, já que bebês prematuros quando mamam principalmente na mamadeira, deixam escapar leite pela lateral da boquinha. E muitas vezes chegavam a encharcar as fraldas com os leites no caso das minhas bebês. Eu tirava pelo menos 3 vezes ao dia elas para serem lavadas!
  • Toalhinhas pequenas, NÃO COMPRE, muito provável que irá ganhar e muitas bordadas! E irá usar mais pra frente, quando fizer introdução alimentar ou poderá fazer como eu, molhar, torcer e estender na cabeceira do berço para umidificar o ambiente.
  • Trocador, compre o maior que tiver e com uma espuma excelente! Pois, irá usar por muito tempo e seu bebê merece esse conforto!
  • Travesseiro, eu comprei e ainda uso para apoiar a cabeça das minhas bebês quando mamam a mamadeira. Também uso uma na cabeça no trocador para elevá-la já para evitar possível refluxo.
  • Kit de berço, eu comprei, o quarto ficou lindo!!!!!!!! Mas, por volta dos 5 meses tirei tuuuudoooo, na época era setembro e estava muito quente, e eles ajudavam a esquentar ainda mais os berços, além de eu não achar nenhuma vantagem nos mosquiteiros que por várias vezes escondeu as muriçocas que de madrugada presas dentro do berço faziam a festa nas minhas bebês, deixando os rosto todo cheio de picadas L pareciam cataporas!!!!!! Arranquei tudo e doei!!!!!!
  • Compre lençol que dê pra você trocar pelo menos uma vez por semana e conseguir lavar sem pressa. Eu comprei alguns e outros ganhei, acabei tendo muitos. Mas só ganhei porque minha mãe é costureira e ela fez alguns de presentes para as bebês. A quantidade ideal são 3 pra cada bebê, até porque acidentes acontecem: vômitos, diarreias, xixi…
  • É bom ter fronhas de travesseiros dos bebês avulso. Pelo menos umas duas.
  • Protetor de colchão impermeável é show!!!!! Evita passar o xixi, vômitos para o colchão. Esses são comprados avulso, legal ter dois pra cada berço.
  • Toalhas de banho o ideal é ter 3 por bebê, a mais recomendada são as feitas de fraldas. Ganhei umas que até hoje uso. A tia do meu esposo comprou a fralda nessas lojas de tecidos e pediu para uma costureira fazer colocar o viés, sendo duas para ficar mais encorpada e a toalha e secar perfeitamente o bebê, com o toque macio, suave e aconchegante.
  • Bolsa maternidade, compre uma tamanho médio, será o suficiente! Quanto maior, mais coisas irá carregar sem necessidade! Até porque é interessante ter outra bolsinha só para carregar as mamadeiras, leite, água fervida etc… E depois irá precisar de uma mochila, assim carregar brinquedinhos… E quase a casa!!!! Rsrsrsrs
  • Muito importante ter um trocador de bolsa, tem lugares que vai precisar usar, em quase todos pra falar a verdade!!!!!
  • É legal já ter alguns brinquedinhos de borracha, logo vocês poderão brincar na banheira, no berço, etc… É ótimo para desenvolver a coordenação motora inicialmente! Veja o post dos brinquedos de 0 a 6 meses. São super legais as dicas!
  • Se for fazer Chá de Bebê, não peça lencinhos umedecidos, deixe que as pessoas levem as fraldas e quem quiser lhe dará lencinhos além das fraldas. Geralmente você ganha essas coisas. Se não quiser esperar pela sorte, compre alguns pacotinhos, pois isso nunca é demais! Uma dica que dou é: Sempre pesquise na internet! Você consegue melhores preços e o benefício de receber em casa!!! No nosso caso, que cada minuto é valioso, Muito bom!!!!!
  • O que oriento a comprar são mantinhas em algodão com malha, são fresquinhas, por isso usa bastante. Mantém o bebê aquecido sem excesso de calor.
  • Edredom é usado no frio sem prejudicar a saúde dos bebês, sem causar nenhum tipo de alergia. Você consegue comprar apropriados para bebês, sendo pequenos e leves.
  • Os cobertores, são ideais para lugares muito frios e ou estações mais frias, porém devem ser os antialérgicos. E lavados de preferência quinzenalmente.
  • Cabides pequenos.

Nesse enxoval, indico comprar até o tamanho M, pois aos poucos você irá perceber o que é mais prático de ser usado, o que mais gosta de vestir nos seus bebês e levar em consideração o tamanho e peso de cada uma que irá variar. Então, deixe para comprar tamanho M e G depois, principalmente o G.

Importante lavar o enxoval quando estiver em torno de 26 semanas de gestação, nunca misture as coloridas com as brancas, as roupas novas soltam tintas.

Espero que eu tenha ajudado, e aguardo de vocês comentários e fotos das compras e montagem do quartinho do bebê, afinal esse momento é especial e sem dúvidas INESQUECÍVEL!

Ótimas compras! Esse momento é muito gostoso!!!

Beijos da mamãe das tri 🙂 🙂 😉

Transtorno Obsessivo Compulsivo

É normal ver uma mãe verificando repetidamente a respiração de seu recém-nascido, limpando sua mamadeira ou chupeta compulsivamente por causa de germes, etc. Eu fui diagnostica com Transtorno Obsessivo Compulsivo e Depressão Pós Parto logo após o nascimento das minhas bebês. Naquele momento não me preocupei comigo, eu só fazia tomar o medicamento que Continue lendo Transtorno Obsessivo Compulsivo

Depressão Pós Parto

A Depressão Pós Parto é uma forma de depressão que afeta mulheres após terem dado a luz a um bebê. Estima-se que cerca de 60% das novas mães passam por uma forte melancolia após o parto conhecida internacionalmente como baby blues, neste post você irá conhecer 13 Sintomas da Depressão Pós Parto.

No Brasil cerca de 40% desenvolvem depressão sendo que 10% apresentem a sua forma mais severa. Recomenda-se que uma psicoterapia seja iniciada o mais rápido possível.

É comum que pais também tenham sintomas de depressão em 25,5% dos casos. O Edinburg PostNatal Depression Scale (EPDS) pode ser usado para identificar a presença da DPP.

A Depressão Pós Parto, assim como a maioria dos transtornos psicológicos, tem como causas
fatores biológicos, psicológicos e sociais. Caso a mãe já apresente depressão antes do parto é provável que ocorra seu agravamento. As grandes alterações hormonais durante a gravidez e a diminuição após o parto são um dos principais responsáveis porém existe uma clara relação entre o suporte social principalmente do parceiro e família, do planejamento da gravidez, de problemas de saúde da criança, dificuldade em voltar ao trabalho, dificuldade sócio-econômica e estado civil com a presença e gravidade da depressão.

No Brasil estudos nacionais tem encontrado uma prevalência por volta de 40%, enquanto a americana de 60%.

Os 13 Sintomas da Depressão Pós Parto são:

  1. Tristeza
  2. Desesperança
  3. Baixa auto-estima
  4. Culpa
  5. Anedonia (é a perda da capacidade de sentir prazer, próprio dos estados gravemente depressivos. Também é encontrada na neurastenia e em alguns tipos de esquizofrenias e no transtorno de personalidade esquizóide).
  6. Distúrbios de sono
  7. Distúrbios na alimentação
  8. Cansaço e falta de energia
  9. Desinteresse sexual
  10. Aumento na ansiedade
  11. Irritabilidade
  12. Sentimento de incompetência
  13. Isolamento social

Após o parto, ocorre uma queda dramática nos hormônios estrogênio e progesterona, e essas mudanças por si só podem contribuir para um quadro de Depressão Pós Parto. Outros hormônios produzidos pela glândula tireoide também pode cair bruscamente – o que pode aumentar o cansaço e sensação de tristeza. Mudanças no seu volume de sangue, pressão arterial, sistema imunológico e metabolismo podem contribuir para a fadiga e alterações de humor, no caso de mães de múltiplos, a intensidade é bem maior do que a gestação única.

Quando você está privado de sono e sofrendo algum tipo de estresse ou pressão psicológica, você pode ter problemas para lidar com situações do dia a dia. A mãe também pode se sentir menos atraente ou sentir que perdeu o controle sobre sua vida. Qualquer um desses fatores pode contribuir para a depressão pós-parto. A Maternidade em si, faz grandes mudanças na vida da mulher, tanto no seu dia a dia como internamente.

No caso dos homens, a Depressão Pós Parto pode surgir por conta da preocupação com sua própria capacidade de educar um recém-nascido. A ansiedade em prover uma boa vida para a criança, o aumento das responsabilidades e o suporte que se deve dar ao parceiro(a) estão entre as causas do problema. Apesar de essas causas serem comuns nos pais, também podem ocorrer com as mães. Veja os fatores que podem aumentar o risco de ter depressão pós parto:

  • História de Depressão Pós Parto anterior
  • Falta de apoio da família, parceiro e amigos
  • Estresse, como um recém-nascido doente, problemas financeiros ou problemas familiares
  • Limitações físicas anteriores ou após o parto
  • Depressão durante a gravidez
  • Depressão anterior
  • Transtorno bipolar
  • História familiar de depressão ou transtorno bipolar
  • História de desordem disfórica pré-menstrual (PMDD), que é a forma grave de tensão pré-menstrual (TPM)
  • Violência doméstica, que podem aumentar durante a gravidez e quando um casal está se ajustando a um novo bebê. Se o seu parceiro é violento ou emocionalmente abusivo, você e seu bebê estão fisicamente em risco, e você tem um maior risco de depressão pós-parto. Procure ajuda se possível.

O Parto prematuro

O parto prematuro, ou seja, aquele que ocorre com menos de 37 semanas de gestação – frustra as expectativas relacionadas ao nascimento do bebê, de modo que pode ser considerado um acontecimento potencialmente desestruturante para a mãe. Isso ocorre porque a condição biológica do bebê geralmente torna a internação em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) um imperativo para sua sobrevivência.

Em função disso, as mães que passam por essa experiência tendem a apresentar diversos sentimentos negativos, tais como: apreensão resultante da incerteza da evolução clínica do bebê, tristeza desencadeada pela separação precoce imposta pela hospitalização do mesmo e culpa por não ter conseguido conduzir a gestação até o, 1993).

À mãe também cabe a árdua tarefa de se adaptar emocionalmente à “imagem real” do bebê, abrindo mão, conseqüentemente, da “imagem ideal” alimentada ao longo da gravidez por fantasias de natureza inconsciente (Klaus e Kennell, 1982). Bebês prematuros geralmente são pequeninos, apresentam baixo peso e têm a pele amarelada ou escurecida.

A primeira visita materna à UTIN gera uma mistura de emoções intensas. A quantidade de aparelhos e a movimentação dos profissionais causam perplexidade e ensejam uma estranha sensação de irrealidade. Nesse cenário, o contato com o bebê se torna mais custoso. O estabelecimento de um vínculo inconsistente entre a mãe e seu bebê prematuro.

O ato de amamentar é importante para a mãe e para a criança não só no sentido nutricional ou de transmitir anticorpos, mas também para fortalecer a ligação mãe-filho. O aleitamento materno deve ser estimulado, porque é bom para a mulher e para a criança e, eu diria, porque também é um fator de proteção social, tudo isso pode levar uma mãe de parto prematuro a uma Depressão Pós Parto.

Se você tiver pelo menos cinco dos sintomas acima por duas semanas ou mais, e um dos sintomas é ou tristeza ou perda do interesse, você talvez deva precisar de tratamento.

Ainda que você não tenha outros sintomas além da tristeza ou indisposição, é importante buscar ajuda médica e conversar sobre os benefícios que um tratamento poderia trazer. Quanto mais cedo você começar o tratamento, melhor será a sua chance de uma recuperação rápida e completa.

Após o Nascimento do Bebê

Se você está se sentindo deprimido após o nascimento do seu bebê, você pode estar relutante ou vergonha de admitir isso. Mas é importante chamar o seu médico se os sinais e sintomas de depressão piorarem e prejudicarem suas atividades.

Para pessoas que tem sintomas de psicose e ou Depressão Pós Parto, deve ser tratada como uma emergência que requer tratamento médico imediato. Se você ou sua parceira tiver quaisquer sintomas psicóticos, procure ajuda de emergência imediatamente.

Procures os seguintes especialistas para marcar uma consulta caso tenha alguns desses sintomas:

  • Psicólogo
  • Psiquiatra
  • Endocrinologista
  • Ginecologista e Obstetra

Maternidade, Amor sem fim…

A Maternidade mudou por completo a minha vida, e nesse blog você não só saberá sobre as minhas experiências, mas das mães incríveis que venho conhecendo, portadoras de um corações nobres e cheios de amor sem fim.

Orgulho de ser mãe de múltiplos, apesar da rotina diária, das noites não dormidas, peito + mamadeiras, ter que escolher entre dar mamadeiras ou me alimentar, 9 fraldas trocadas das 7h as 14h, todas com cocô, febres, nebulizações madrugadas a fora, me sinto a mulher mais feliz do mundo. Lógico que não sou a única a se sentir e a falar! rsrsrs

Já que tem milhares de mães que se sentem tão abençoadas e realizadas como eu!

A felicidade de se ter uma família e a vivência do que se é, é muito difícil de ser expressada através das palavras que acredito que são poucas quando o assunto é Maternidade e Paternidade.

Não que eu tenha sido infeliz sem minhas bebês, Continue lendo Maternidade, Amor sem fim…

Superação por Adriana Nina

Hoje vou apresentar a vocês a história de superação de uma mãe que muitas de nós nos identificamos e podemos tê-la como um exemplo!
Eu escrevi recentemente um Post falando sobre os motivos que me levaram a sair do trabalho.
Aqui vocês também vão ver que existem mais mulheres com a minha história, ou a sua, ou de uma amiga…
Nessa sociedade machista (sim! ainda muito) a mulher ainda é a responsável pela casa, filhos e ainda trabalha e tem que está linda e animada para o marido.
Então, resolvi entrevistar uma super mãe, que abriu mão de uma carreira de anos para passar um tempo dedicado a profissão Mãe, e depois resolveu investir em algo que lhe proporcionou mais emoção e paixão, se tornando uma Empresária.

A entrevista é com:

Adriana Nina Ribeiro

Casada com Luciano Fontenele e mãe da Maria Cecília que nasceu dia 02/05/2007, com 39 semanas e 3.310 kg.

Sua gravidez teve um ótimo acompanhamento por duas equipes médicas, já que a mamãe nascera com um problema no coração o que era preocupante no período gestacional. Seu cardiologista orientou a fazer a fazer dois pré-natais, um com a equipe do HMIB onde constatou ter a melhor equipe cardiopediatrica de Brasília e o outro sendo com médicos particulares. E ainda havia possibilidades do bebê nascer com algum problema no coração.

E para a alegria do casal tudo ocorreu muito bem, durante o período gestacional e nascimento!

Adriana afirma que devido o excelente acompanhamento e a segurança que lhe foi passada por todas equipes médicas tudo saiu bem, e pôde trabalhar até dois dias antes de Maria Cecília dar o ar da graça! 🙂

Após o nascimento e licença médica, veio o retorno ao trabalho.

Perguntei se foi difícil o retorno e se existe preconceito sobre a maternidade, disse que sim e algumas adversidades sobre como lidar com o dia a dia de cuidar e educar sua filha conciliando com o trabalho.Teve em diversos momentos a Superação como sua aliada.

Em 2015, após 17 anos trabalhando, resolveu dar um tempo para ficar com a minha filha que tinha feito 7 anos…

Se arrepende de ter tomado essa decisão tão tardia, acredita ter perdido a melhor fase da vida da de Maria Cecília enquanto trabalhava fora.

Quando decidiu sair do trabalho, começou a pesquisar várias possibilidades de trabalho. E para todas as oportunidades que olhava tinha a certeza que conseguiria ter sucesso já que o problema não era ela colocar a mão na massa! Sabia que tinha potencial para qualquer negócio e segmento que tomasse a frente.

Durante 17 anos só fez uma coisa, ser publicitária e mídia. Mas sabia que podia mais, ir além disso!

O momento mais difícil para Adriana, foi quando ela parou para perceber o tempo que havia perdido da infância de sua filha… Refletiu e disse: “- Este tempo não volta mais e eu estava trabalhando”.

Foi aí que em conversa com o seu esposo Luciano, que a incentivou a se libertar do trabalho que não trazia mais a mesma felicidade de antes.Então, resolveu deixar a sua carreira de 17 anos para cuidar dela também. Foi uma decisão difícil, mas era algo que precisava ser feito. Mais complicado do que imaginava.

No dia da saída do trabalho, sofreu muito, teve muita saudade… Só nesta empresa trabalhou há 6 anos, e fez muitos amigos. E ter que contar a verdade pra todos eles, a fazia chorar muito, mas foi uma decisão muito bem pensada e necessária.

Adriana afirma que os planos que fazia quando se casou, eram muito diferentes daquele momento. A vida vem e vira você de cabeça para baixo. Os exemplos que cita são: “- Não planejei estar grávida, descobri que estava grávida no meu chá de panela, onde me casaria com meu esposo depois de um relacionamento de apenas 5 meses. Então, foi tudo muito rápido, naquela época não tínhamos a condição financeira que temos hoje, e que graças a Deus batalhamos para isso e agora em abril completamos 10 anos de casados. Hoje, depois de tudo que passamos juntos, olhamos para trás e vemos o tanto que amadurecemos e o quanto fez bem estarmos juntos, um ao lado do outro.”

Hoje Maria Cecília tem 8 anos.

Quando Adriana me falou isso, eu segurei a emoção porque acredito que isso é exatamente o que vivem milhares de mães! Superação dia após dia!

Nesse momento refleti sobre mim: planejei engravidar e quis muito a maternidade. Mas não de trigêmeas… A maternidade muda tudo e muito, e como mudou a minha vida!

Em vários momentos ela se olhou no espelho e não se sentia feliz! Engordou 14 quilos na gravidez e depois que a Maria Cecília nasceu acabou se descuidando por conta do dia a dia corrido.

Devido a sua falta de vontade de se cuidar, deixou de querer se olhar no espelho.

Após algum tempo, percebeu que precisava mudar sua história e se reerguer.

Superação dia após dia…

A academia foi o começo de tudo, onde a ajudou a levantar sua auto estima e se valorizar como devia, além da vida saudável, percebeu que podia ir além e melhorar a sua disposição.

Desde então, frequenta a academia todos os dias pela manhã, até aos sábados, e me afirmou veemente que AMA e sente falta quando não vai.

Achou sua válvula de escape!

A escolha de empreender foi muito por acaso, a idéia era sair do trabalho para ter mais tempo com sua filha. Este tempo teria que ser de qualidade, pois tempo sem qualidade ela já tinha trabalhando no emprego anterior.

Após um tempo com a filha, percebeu que precisava fazer algo por ela mesma! (Ufa… Finalmente a mamãe se priorizou!)

Queria então, algo que tivesse paixão, uma novidade profissional, um projeto totalmente gerado por ela!

Foi aí que vieram algumas idéias: a 1ª foi abrir uma esmalteria, a 2ª foi abrir uma loja de semijoias e a 3ª que se concretizou, a abertura de uma loja de roupas femininas.

O segmento de moda foi escolhido pela oportunidade que teve naquele momento e também por ser um segmento que adora. E assim surgiu a sua loja no Sudoeste, Luxo de Nina, moda feminina.

Hoje a Adriana se define: “- Mãe, que superou vários momentos difíceis da maternidade, que ainda comete alguns deslizes, mas que está sempre buscando crescer e ser uma pessoa melhor para o mundo. Ser mãe é gratificante demais, ser empreendedora também, mas se eu não estivesse bem comigo mesma, nada desta minha virada de 180 graus teria dado certo. Resolvi apostar em mim, investi em um curso que me trouxe uma aceitação pessoal incrível e um poder de me enxergar perante o mundo de uma forma diferente entendendo o passado e tentando ajustar o presente para viver cada vez melhor no futuro.” Sabias palavras…

O conselho que a Adriana dá para uma mãe que passa por momentos difíceis para ter o seu bebê é que tenham fé e perseverança, pois tudo na vida é um desafio… E tem para si a seguinte frase: “Nada nesta vida é por acaso, tudo acontece quando é para acontecer. Deixar as coisas fluírem com naturalidade é imprescindível também para tudo dar certo e conseguir engravidar.

A lição de vida que tirou da maternidade é que se foi escolhida para ser mãe da Maria Cecília é porque ela precisava que ela fosse sua mãe. E que não adianta fazer tantos planos para o futuro, pois de uma hora pra outra as nossas prioridades mudam. O que queremos num dia, no outro já não queremos mais…

Adorei fazer esse post!!!

E saber um pouquinho mais sobre essa história de superação que dentre várias outras, um exemplo de mãe que deu a volta por cima, buscando em si mesma e na família forças para ser uma pessoa feliz e realizada.

História de Superação - Adriana Nina, seu esposo Luciano e sua filha Maria Cecília.

Obrigada Adriana por compartilhar com a gente sua experiência de Vida e Superação!

Desejamos muita luz e proteção pra toda a sua família. 🙂 😉 😉

Um super beijo  🙂 😉 😉

10 Dificuldades no Retorno ao Trabalho

Passei 4 meses de licença, mais 14 dias de atestado de amamentação, todo esse tempo igual uma galinha com seus pintinhos e mais o meu galo, lógiiiicooo…

Quando começou a se aproximar o dia do retorno ao trabalho, comecei a sofrer com muitas dúvidas!

– Ai meu Deuuusss, como vai ser?

Retorno ao trabalho

Continue lendo 10 Dificuldades no Retorno ao Trabalho

Nascimento das minhas Trigêmeas

No retorno da nossa Lua de Mel, demos início a FERTILIZAÇÃO IN VITRO, a qual foi SUCESSO NA PRIMEIRA tentativa!

Tudo sendo preparado para a Vinda das Trigêmeas…

Todo dia era uma superação já que foi uma gestação de alto risco.
No início de abril descobrimos que a Rafaela – Terceira Gemelar, estava com restrição sanguínea, devido o pouco espaço para ela se desenvolver onde dividia a mesma placenta com a Manuela.

Tivemos que monitorar semanalmente para que não a colocasse em risco de morte e nem fizéssemos um parto tão prematuro, assim comprometeria o desenvolvimento das demais que estavam indo bem.

No dia 13/04/15, minha obstetra marcou minha cesária para o dia 18/04, sábado pela manhã.
Na terça me ligou para que eu fosse para o hospital na quinta para ser internada e garantir a vaga na UTIN (UTI Neo Natal para Bebês prematuros), garantindo assim as 3 incubadoras.

Assim fizemos, conforme a orientação!

Eu super ansiosa, mal esperava a hora… Parecia um século a chegada de sábado.

Chegamos ao hospital na quinta no dia 16/04, as 17:30h e só conseguimos um quarto as 20:30h e ainda não fiquei na maternidade que por sinal estava lotada.

A caminho da Maternidade

Fui para um quarto de UTI de todos os tipos de causas.
Hospital lotado e que comprometeu muito o atendimento.
Desde o início do mês sentia contrações, principalmente a noite.
Sendo de 2 em 2 horas, semanas depois de 1 em 1 hora e por fim estava com contrações de 30 em 30 minutos, esse foi um dos fatores que levou minha obstetra a marcar minha cesária.

Nessa noite de quinta, comecei a sentir as contrações cada vez mais fortes, e intensas. Na madrugada já sentia dores tão fortes que tivemos que chamar uma enfermeira que me orientou a entrar em contato com a obstetra.
Por volta das 6h da manhã, já sem energia e forças pra suportar as dores que não passavam, eu mandei mensagem para a obstetra, que na mesma hora ligou no hospital e acionou a equipe do centro cirúrgico para preparar tudo para sua chegada.

Por volta das 7h a médica chegou ao meu quarto que fez o toque para verificar a dilatação do colo do meu útero que já estava com 3 cm dilatado. Mais um pouquinho a minha situação ficaria mais séria.

Ainda faltava um dia para de fato para o meu parto, mas o meu trio resolveu antecipar um dia a sua vinda…
E graças a Deus e a minha obstetra maravilhosa que adoooorooooo, eu imediatamente fui levada para o centro cirúrgico, meu esposo ainda meio sonolento sem entender o que estava acontecendo, pois pra ele eu estava apenas sentindo uma “dorzinha”. Coisas de homem…

Foi uma grande emoção, saber que naquele momento tudo estava sendo preparado para a chegada das minhas 3 Grandes Bênçãos.

A emoção era tão grande que eu não sabia se chorava se eu ria do meu esposo que não sabia o que fazer… Ainda de pijama…

Até que a minha obstetra falou assim: – Gabriel preparado pra ver o nascimento das suas filhas? Corre que já estamos indo para a sala de cirurgia!

Nesse momento ela ligou o botão: START!

Ai meu Deussss, que vontade de fazer xixi… Nervoso, alegria, ansiedade, gratidão…

Então, depois de pedir para fazer xixi por 3 vezes…

Eles conseguiram me anestesiar e assim começou o show da Vida!!!

O dia nasceu de uma forma sobrenatural… Encantadora… Linda de se ver e viver!

Ali me senti mais do que mulher, mais do que filha, mais do que a natureza poderia me proporcionar… Eu achava que estava viajando, sonhando…

Bem vindas Filhas Amadas e Queridas!!!!

Que emoção…

Nós te recebemos com os corações cheios de Amor e Gratidão à Deus por nos conceder a bênção e responsabilidade de fazer parte da vida de vocês,  três seres tão iluminados!!!!!

Queria muito poder congelar esse momento que não tenho palavras pra descrever a infinita alegria!

Meu parto foi feito pela Dra Silândia e o meu médico de Fertilização In Vitro Dr. Vinicius Lopes. Agradeço imensamente a todos que ali estavam, desde os médicos, anestesistas, as enfermeiras e Técnicas.

Que nos proporcionou total segurança!

Agradeço o AMOR, O COMPANHEIRISMO, A CUMPLICIDADE do meu AMADO ESPOSO que o tempo todo estava ali me olhando segurando minhas mãos… Sempre juntos…

Obrigada Deus, acreditar que somos capazes de criar 3 seres tão iluminados e nos permitir sermos pessoas melhores nessa tão desafiadora jornada que é ser PAIS DE MÚLTIPLOS.

Seja bem vinda Gabriela, nossa Primeira Gemelar!!!

Nascimento

Nascimento
Bem vinda ao mundo Gabriela!!! Que venha com muita saúde e o coração cheio de amor! 

Seja bem vinda Manuela, nossa Segunda Gemelar!!

Nascimento

Nascimento
Bem vinda ao mundo Manuela!!! Que venha com muita saúde e o coração cheio de amor!

Seja bem vinda Rafaela, nossa Terceira Gemelar!!!

Nascimento

Nascimento
Bem vinda ao mundo Rafaela!!! Que venha com muita saúde e o coração cheio de amor!

E assim vieram ao MUNDO para nos PROPORCIONAR MOMENTOS INCRÍVEIS e COMPLETAR NOSSA FAMÍLIA nossas Pitchuquinhas 🙂 🙂 😉

No dia 17 de Abril de 2015, numa linda e ensolarada sexta feira.