Os 13 Benefícios da Banana

Eu sou a maior suspeita a falar de banana, já que na minha casa não falta, pode faltar qualquer outra coisa, mas banana…

Eu e meu esposo sempre tivemos o hábito de comer banana todos os dias, e eu AMOOO frutas, como escrevi em outros post’s sempre fui adepta a uma alimentação mais saudável mesmo antes da gravidez.

Sou frutoóloga! Não vivo sem frutas!!!

Mas, o que quero falar neste post é sobre os benefícios que a banana traz para a nossa saúde, e o quanto é importante ela fazer parte da alimentação da família.

A banana é uma fruta rica em fibras, potássio, vitaminas C e vitaminas B1, B2, B6, além dos minerais como magnésio, cobre, manganês, cálcio, ferro e ácido fólico.

Vejam os 13 Benefícios da Banana:

  1. Ajuda a regular o intestino, desde que essa não seja a Banana Maçã, essa já é ótima para ser ingerida quando está com o intestino muito solto.
  2. A banana acalma o estômago e ajuda na digestão.
  3. Comer uma banana entre as refeições ajuda a manter os níveis adequados de açúcar no sangue, combatendo o cansaço.
  4. Possui menores quantidades de açúcar do que o cereal matinal. Sempre que for comprar cereais leia o rótulo! Muitos deles tem uma quantidade altíssima de açúcar, super importante!
  5. Uma banana possui mais fibras do que uma barrinha de cereal.
  6. Diminui a irritabilidade durante a TPM, fruta rica em vitamina B. 
  7. Ajuda a normalizar os batimentos cardíacos. Quando estamos estressados, ajuda no reequilibro do potássio no organismo.
  8. Rica em potássio, perfeita para baixar a pressão arterial.
  9. Ajuda a reduzir as cãibras.
  10. Tem 5 vezes mais magnésio que o alface. O magnésio desempenha um papel importante nos músculos, nervos, e na função imunológica, impedindo a arritmia, dando força aos ossos, regulação do açúcar no sangue e os níveis de pressão arterial, metabolismo energético e na síntese de proteínas.
  11. Ajuda no combate a insônia, isso porque a fruta é rica em triptofano um antidepressivo natural, regula a seratonina no cérebro e melhora o humor das pessoas. Vejam que coisa boa! Quando receber visitas mal humoradas em casa é só oferecer um bolo de banana!!
  12. Para as futuras mamães e grávidas uma excelente fruta para ser ingerida todos os dias por todos esses benefícios já citados e possuir ácido fólico, que fortalece o sistema imunológico e sistema nervoso do feto.
  13. Além de garantir saciedade por mais tempo e dar uma segurada na fome, a banana ajuda melhorar a sensação de bem-estar. Se você está naquele dia corrido que não vai dar para parar pra almoçar e apenas fazer um lanchinho corrido sempre carregue uma banana! 

E Viva a Banana!!!!

Tão rica em fibras, minerais, potássio e vitaminas que vai trazer muuitosss benefícios pra toda a família!!!

Espero que tenha gostado dessa dica!

Beijos da mamãe das Tri!!! E vamos comer banana!!!

Alimentos que podem causar alergias

Resolvi criar esse post, porque realmente vi a necessidade em alertar as mamães sobre esse assunto, já que por muito tempo vi uma das minhas filhas ter várias diarreias com assaduras terríveis e brotoejas. Dava muita dó!

Eu não sabia de fato o que ocasionava as diarreias, já que o leite não era, pois as diarreias eram bem esporádicas. Damos o mesmo leite há muito tempo.

Comecei a dar alimentos com muita cautela e verificando cada evacuação. Sempre apresento um novo alimento por vez, já que elas só tem 1 ano e 2 meses.

Aí me lembrei que todas as diarreias nos últimos tempos eu havia dado manga pra elas.

Daí também lembrei-me que havia comido couve flor. Nossa que dúvida!

Fui ler na internet sobre alimentos que podem causar alergias. E aí vi que a couve flor está na lista dos menos alergênicos e a manga nos MAIS.

Nossa, dei tanto tempo manga pra ela!!!!

Nunca pude imaginar que manga poderia causar alergia, já que nunca ouvi falar de ninguém, nem pediatras e nem mães que manga poderia causar alergia!

Então, pra tirar a prova, essa semana fiz o teste.

Coitadinha dela, mas tive que tirar a prova!

Dei manga num dia que não havia nenhum outro alimento que poderia causar alergias e que de costume sempre se alimentou.

Resumo: DIARRÉIA daquelas!!!!

A manga entrou pra listra negra da Gabi aqui em casa.

Diversos alimentos podem provocar algum tipo de reação alérgica, onde as reações mais comuns são: urticária, inchaço nas pálpebras e lábios, coceira nos olhos, dores de estômago, diarréia, vômitos, tosse e até mesmo dificuldade de respirar.

Frutas que podem dar alergias

Vejam os alimentos alergênicos, os que mais nos expõem ao serem consumidos são: soja (não pode ser consumida com menos de um ano de idade), ovo (bebês abaixo de um ano somente consumir a gema), peixe, alguns cereais e o leite bovino (só pode ser consumido acima de um ano), e o trigo.

Os muito alergênicos estão algumas frutas (abacaxi, banana, coco, laranja, maçã, manga, morango e pêssego), vegetais como alho, cebola, ervilha, lentilha e tomate, alguns cereais e oleaginosas (aveia, amendoim, avelã, castanha do Pará e nozes). Proteínas de origem animal estão também nesta categoria como o camarão, carne de porco, moluscos, ovos e peixes. Açúcares como cana de açúcar, seus derivados e o chocolate tem grande potencial alergênico. E para finalizar este grupo estão a canela e os corantes sintéticos.

Os frequentemente desenvolvem alergias: abacate, framboesa, melão, pêssego, abricó, acelga, alface, agrião, aipo, berinjela, couve, cebolinha, cenoura, pepino, pimentão, pinhão, amêndoas, arroz, batata doce, batata inglesa, castanha de caju, centeio, cevada, gergelim, milho, trigo, carne bovina, feijão, grão de bico, soja, óleo de algodão, de linhaça e de girassol, azeitona, cravo, mostarda e noz moscada.

Os alimentos que são raramente alergênicos estão as frutas como: ameixa, amora, banana cozida, caqui, figo, fruta do conde, guaraná, goiaba, jabuticaba, limão, maçã cozida, mamão, melancia, pêra e tâmara.

Com menor teor alergênico, a abóbora, alcachofra, aspargo, chicória, chuchu, couve flor, espinafre, palmito, quiabo, rabanete, repolho e salsão cozido. Cereais e tubérculos tipo beterraba, cará, sagu e proteína animal como carne de carneiro, carne de coelho, frango e peru também estão neste time, junto com os óleos de oliva e milho.

Os alimentos classificados como não alergênicos são a carambola, damasco, jaca, maracujá, pitanga, romã, tamarindo, abobrinha, alcaparra, almeirão, brócolis, cenoura cozida, gengibre, tapioca, azeite de dendê, anis, coentro, louro, manjericão, salsa, gelatina e açúcar refinado.

Se caso vc perceba alguma alteração no seu bebê fique em alerta e procure o pediatra.

Espero que tenha ajudado!!!

Um super beijo!!!

9 Dicas de alimentação saudável na gravidez

Neste post, vou falar sobre os 9 alimentos que ingeri na minha gravidez (incluo líquidos também) que aumentaram a minha disposição e que me proporcionou uma gestação saudável, rica em nutrientes e proteínas.

  1. Ovos: além das vitaminas, possuem mais de 12 vitaminas e minerais. Ingeria principalmente no café da manhã.
  2. Legumes e Verduras: são fontes de vitamina C, fibras, sais minerais e outros nutrientes essenciais, couve e brocólis ricos em ácido fólico. Todos os dias no almoço ingeria pelo menos 3 tipos de legumes/verduras.
  3. Ingestão de muito líquido: água, o que não gostava muito, passei a ingerir mais de 2 litros por dia sendo gelada!), suco de frutas e ou polpas. Sempre tomei água de manhã em jejum, uma pratica que ajuda a manter o peso, mas com os enjôos passei a tomar gelada o que me ajudava bastante, já que em jejum meu enjoo aumentava. Fiz dos sucos cítricos os meus maiores aliados, suco de laranja (Vitamina C), uva (ajuda aumentar a produção do leite) e limão (reduz os enjôos).
  4. Vitamina C: encontrada nas frutas como kiwi, laranja, morango, melão, melancia, mamão, abacaxi e nas hortaliça (brócolos, tomate, couve-flor). Eu comia pelo menos 2 a 3 tipos de frutas por dia, sendo uma no café da manhã, outra depois do almoço ou no lanche e por volta das 18h.
  5. Cálcio: encontrado em leites e derivados, porém fazia ingestão do leite Zero Lactose, ou desnatado. Na verdade o consumo foi porque eu tinha muito desejo de tomar leite, pois detesto leite! Como a ingestão faria bem aos bebês me favoreceu o meu “desejo de leite”.
  6. Carboidratos: fornecem energia para a mamãe e para o desenvolvimento do bebê. Os melhores são os integrais: arroz, pães, macarrão e cereais que são absorvidos mais lentamente e por isso saciam mais a mamãe e ajudam em casos de prisão de ventre o que foi o meu caso. Ingeri muitos alimentos integrais já que a minha prisão de ventre foi severa, e isso me ajudou no ganho de peso bem equilibrado.
  7. Proteínas: encontradas em carnes, feijão, leite e derivados. São responsáveis por construir, manter e renovar os tecidos de mamãe e bebê. Na gravidez nos 4 primeiros meses não consegui comer carne, mas ingeri muito frango, sentia desejo o tempo todo de comer de tudo que tinha frango. Especialistas dizem que o desejo no fundo é algum tipo de carência que a grávida está tendo ou está sentindo desde emocional ao físico.
  8. Ferro: carnes vermelhas, feijão (branco, preto e carioca), lentilha e grão-de-bico, beterraba. Após os 4 meses de enjôo de carne vermelha, consegui voltar a comer e claro estava fazendo uso de Composto Polivitamínico e Sulfato Ferroso, já que além de me abastecer tinha que abastecer 3 pessoinhas de nutrientes e vitaminas! 😉
  9. Peixes: atum, peixes e salmão, são ricos em gorduras boas que regulam a saúde do coração, ricos em ômega-3. O ideal é consumir duas vezes na semana, no máximo 3. Filé de Tilápia grelhada era o meu favorito, sempre que possível consumia com vegetais e arroz.

Alimentar-se de 3 em 3 horas é fundamental tanto para você e para o desenvolvimento e crescimento do seu bebê. Mães de múltiplos deve se recarregar de muitas vitaminas e nutrientes já que esses serão divididos entre todos.

A alimentação saudável favorece desde o bom funcionamento do organismo da mãe como a formação do bebê.

Portanto evite, refrigerantes, condimentados, excesso de açúcar, excesso de café, álcool, carnes cruas, ovos crus e saladas cruas feitas na rua.

Então, essas são as dicas que dou hoje pra vocês mamães se manterem saudáveis inclusive no pós parto!